Paladar

Decanter amplia portfólio

14 abril 2014 | 15:59 por Carla Peralva

Por Guilherme Velloso

37 novos vinhos de diferentes procedências (Itália, França, Espanha, Argentina, Chile e Brasil) acabam de ser incorporados ao portfólio da importadora Decanter. Merece destaque a inclusão de 9 representantes de Bordeaux, numa faixa de preço (R$ 66,15, o mais barato, R$ 183,75, o mais caro) que pelo menos não espanta os apreciadores de vinhos dessa região, cada vez mais inflacionada pelos ávidos (novos) consumidores chineses.

Por R$ 82,95 dá para comprar o Château Le Rey 2010. É um vinho redondo e fácil de gostar (corte de Merlot e Cabernet Sauvignon), que não fará feio, por exemplo, com um frango assado com batatas coradas. Gastando um pouco mais (R$ 104,50), a pedida pode ser o bom Cru Montplaisir 2011, também redondo mas com nariz um pouco mais complexo, boa acidez e taninos bem presentes mas de boa textura. Prove-o com pratos de carne mais elaborados.

 Château Le Rey 2010. FOTO: Divulgação

Já para os amantes de vinhos brancos o investimento será um pouco maior. Com o corte típico da região (50% Semillon, 48% Sauvignon Blanc e 2% Muscadelle), o Château Respide-Médeville 2012 Branco (o tinto também é muito bom, embora mais caro) oferece muita fruta branca madura com discreta (e agradável) nota de baunilha aportada pelos seis meses em barricas novas de carvalho francês. Na boca, é seco, com muita fruta, boa acidez e álcool (13,5%) equilibrado para o corpo. Bom para acompanhar um peixe em diferentes preparações.

Como curiosidade, o Brasil está representado nessa nova leva pelo Matiz Alvarinho 2011, produzido pela vinícola que pertence aos proprietários da importadora, com uma uva muito cultivada nos dois lados da fronteira Portugal/Espanha, mas que começa a dar bons frutos também no sul do Brasil.

Tags: