Paladar

O vinho em 2013

20 maio 2014 | 10:10 por Marcel Miwa

A OIV, Organização Internacional da Vinha e do Vinho, é o órgão que regula e assiste toda a atividade vitivinícola, alcançando mais de 80% de toda produção mundial. Recentemente, a organização publicou um relatório que avalia a situação atual do mercado de vinho global.

 

O principal dado da pesquisa é a constatação que os Estados Unidos, pela primeira vez, assumiu a posição de principal mercado consumidor de vinhos (em volume total) em 2013, com 29,1 milhões de hectolitros (unidade de 100 litros). Este volume superou em quase 1 milhão de hectolitros o consumo dos franceses (o mercado número 1 em 2012) no mesmo ano.

Na Europa, a maioria dos países apresentaram queda no consumo de vinho em 2013 frente ao ano anterior. Os casos mais drásticos foram de França e Itália, que juntos consumiram quase 3 milhões de hectolitros de vinho a menos que 2012. Os resquícios da crise econômica e a pequena produção dos vinhedos europeus na colheita 2013 foram apontados como principais fatores de restringiram o consumo. O principal crescimento na Europa em 2013 ocorreu na Alemanha, onde 300 mil hectolitros de vinho foram acrescentados aos 20 milhões de hectolitros consumidos em 2012.

O relatório aponta ainda um possível fim da febre de consumo de vinho pelos chineses. Em 2013 os chineses consumiram um volume de vinho 3,8% inferior a 2012. Isto significa que cerca de 66 milhões de litros deixaram de ser consumidos pelos chineses em relação ao ano passado.

No Brasil o cenário se manteve estável com leve crescimento de consumo. Em 2013 foram consumidos quase 350 milhões de litros de vinho, o que equivale ao consumo per capita ao ano de 1,75 litro.

Ficou com água na boca?