Paladar

Toscana 11 x 2 Piemonte

20 janeiro 2015 | 18:56 por Marcel Miwa

Toscana 11 x 2 Piemonte. Ao menos este foi o resultado do super ranking montado pelo jornalista italiano Cesare Pillon. A classificação reúne as notas das publicações norte-americanas The Wine Advocate (Robert Parker) e Wine Spectator, além das notas de sete guias e críticos italianos: Gambero Rosso, l’Espresso, Veronelli, Bibenda, Vitae, Daniele Cernilli e Luca Maroni. Esta foi a classificação final:

1 – Sassicaia 2011, Tenuta San Guido, Toscana (importado pela Ravin)

2 – I Sodi di San Niccolò 2011, Castellare di Castellina. Toscana (importado pela Vinci)

3 – Tignanello 2011, Antinori, Toscana (importado pela Winebrands)

4 – Brunello di Montalcino 2009, Biondi Santi, Toscana (importado pela Mistral)

5 – Brunello di Montalcino Riserva 2008, Poggio di Sotto, Toscana (n.d.)

6 – Guidalberto 2012, Tenuta San Guido, Toscana (importado pela Ravin)

7 – Barolo Le Vigne 2010, Luciano Sandrone, Piemonte (importado pela Mistral)

8 – Rosso di Montalcino 2010, Biondi Santi,Toscana (importado pela Mistral)

9 – Brunello di Montalcino Poggio alle Mura 2008, Castello Banfi, Toscana (importado pela World Wine)

10 – Chianti Classico Riserva 2011, Brancaia, Toscana (importado pela Grand Cru)

11 – Brunello di Montalcino Vigna delle Raunate 2009, Mocali, Toscana (importado pela Casa do Vinho)

12 – Barolo Sorì Ginestra 2010, Conterno Fantino, Piemonte (importado pela Wine to Go)

13 – Cepparello 2011, Isole & Olena, Toscana (importado pela Mistral)

A boa notícia é que muitos rótulos podem ser encontrados no Brasil e a má notícia é que alguns deles têm preços que chegam aos 4 dígitos. O rótulo mais barato desta lista é o Chianti Classico Riserva 2011 de Brancaia: custa R$ 138, na Grand Cru.

Tags: