Paladar

Chez Saul – 07/08/2008 – E.A.T. Casual Food

10 março 2008 | 10:53 por Jamil Chade

No E.A.T. Casual Food, uma cozinha, interessante, criativa, servida num ambiente moderno, com paredes de vidro que praticamente coloca os clientes na rua e os deixam acompanhar o movimento das imediações. Eu não consigo definir “casual food”, mas o novo restaurante é eclético, propõe um cardápio atraente com petiscos (ou entradas), sanduíches, muitas saladas que podem ser servidas com três molhos, oito pratos “especiais” bem variados e grelhados que podem ser servidos com muitas guarnições e molhos.

No mesmo lugar funcionou o Clô, da cozinheira uruguaia Clo Dimet. Agora, o dono é Gefraldo Mello Peixoto, o Gera, que contratou o experiente chef Léo Filho para assessorar a cozinha. Leo trabalhou muito tempo no Maksoud Plaza, faz banquetes e dá aulas na Faculdades Metropolitanas Unidas, onde conheceu o chef Fernando Corsi, que indicou para a cozinha do E.A.T. Gera informa que que estudantes dessa universidade fazem estágio na cozinha do restaurante, que fica à vista dos clientes e deu a impressão de limpeza e de ser bem organizada.

Vários pratos de Fernando demonstram que ele gosta de alguns ingredientes e temperos orientais, como no cuscuz marroquino de frango com iogurte e gram masala, uma mistura de temperos e especiarias indianas que é perceptível, mas não domina o prato. Um berço de coucous marroquino, de trigo, com o refogado de frango bem úmido por cima (R$ 25). Muito gostoso, bem combinado o lombo de cordeiro grelhado ao ponto com um risoto de sete grãos gostoso, puxado no queijo (R$ 35). Nada agradável o purê de mandioquinha, salgado e espesso demais.

Entradas (petiscos) bem boladas, como o polvo à galega, uma adaptação da receita tradicional, com o polvo bem limpo e cozido estritamente al dente (R$16), trio mediterrâneo (abobrinha e berinjela grelhadas e marinadas e ainda mussarela, R$ 10) e uma tartare de tomate verde com queijo de cabra por cima e pimenta vermelha bem forte (R$ 16).

Meio sem graça o consomê exótico de frutas (R$ 10). Refressccante, mas pedindo um pouquinho de açúcar.

Serviço dentro do espírito da casa, bem casual. Garçons jovens, simpáticos, com camisetas com a previsível inscrição: Just Do E.A.T. Carta de vinhos bastante fraca.

Onde: R. Pedroso Alvarenga, 1. 026, Itaim-Bibi, 3071-3492 (60 lug.).
Quando: 12h/15h e 19h/0h (6ª, vai até 1h; sáb., das 13h/0h. Fecha dom.).
Qunato: não cobra couvert. Cc.: todos. Manob.: R$ 12.

Ficou com água na boca?