Paladar

Chez Saul – 13.04.2007 – La Tambouille

13 abril 2007 | 16:52 por Jamil Chade

O La Tambouille está ótimo, como sempre. Nos próximos dois ou três meses também estará em sua cozinha o jovem chef toscano Alessio Ciulli, apresentado como especialista em pratos com cogumelos e trufas, que demonstrou competência à altura da casa.

Como nesta época do ano não há trufas brancas frescas, alguns pratos que estão sendo servidos no restaurante utilizam produtos em conserva ou manteiga aromatizada pela trufa. Esses produtos são utilizados por muitos restaurantes de São Paulo.

Giancarlo Bolla, o proprietário, é um grande profissional do ramo, começou como garçom e vem conseguindo manter um nível muito alto em seu chique La Tambouille, um restaurante sempre bonito, claro e com muito verde.

De vez em quando, a casa muda alguns detalhes de sua decoração, mas a divisão do espaço continua sendo a mesma, com a sala com o piano e bar rebaixado na entrada; o salão ao lado, com as paredes brancas e o gostoso terraço com teto protegido por de lona branca.

O serviço tem sido um dos melhores, mais constantes e mais educados da cidade. A atenção aos detalhes aparece na prataria, nos pratos nas taças adequadas para os vinhos e outros acessórios.

A cozinha segue no mesmo diapasão, sempre propõe pratos sofisticados, feitos com ingredientes caros. O cardápio é muito atraente, oferecendo especialidades de inspiração italiana e outros mais puxados para a França.

As massas do La Tambouille são mesmo excelentes. Logicamente isso tem seu preço e o La Tambouille fica entre os mais caros da cidade, para ocasiões realmente especiais.

O seu menu agradou bastante, não destoou da rotina da casa. Ele começou um mosaico de camarão e polvo (muito macios, saborosos) sobre uma “espuma” de batatas temperada com azeite da Toscana e ervas (uma espécie de purê esverdeado, muito macio e gostoso, R$ 42).

Saboroso, o tagliolini “fati a mano” com molho de tartufo bianco e nero, quase al dente, saboroso, com bastante sabor da trufa. A massa vem enformada, contida num formato redondo. Prefiro a massa servida naturalmente, não enformada, como sai da panela.

Espetaculares as costelinhas de cordeiro, saborosas, macias, malpassadas, muito bem arranjadas no prato, formando uma coroa. Molho de vinho branco delicado, complementando o sabor da carne.

Vieram acompanhadas de três ótimas polentas, uma com chamignons, outra com azeitonas (tapenade) e a terceira com trufas pretas (R$ 95).

Para terminar, um sorvete de bem casado com calda de chocolate caramelizado (R$ 16). O La Tambouille propõe uma bela carta de sobremesas do patisserie Ranierie Frigi.

Onde: Av. 9 de Julho, 5.925, Jardins, 3079-6277 ( 85 lug).
Quando: 12h/15h e 19h/ 0h(6ª, 12h/15h e 19h/1h; sáb. e dom., 12h/17h e 19h/1h).
Quanto: Cc.:todos. Manob.:grátis e estac. próprio.