Paladar

Chez Saul * 13.07.2007 * Ran

Chez Saul * 13.07.2007 * Ran

17 julho 2007 | 11:36 por Jamil Chade

No novo Ran, sushis e sashimis muito bons, alguns com ingredientes que fogem da rotina, caros, raros e pratos elaborados na cozinha com competência pelo chef-proprietário Rogério Frug, que também participou do Noyoi e do Temaki Express.

Um restaurante de bom gosto, discreto, sem ostentações exageradas, um pouco barulhento e com muita madeira na decoração. Pequeno bar na entrada, com origamis pendendo do teto e uma escultura moderna de Anita Kaufman.

ran1

Ficou com água na boca?

Em seguida, o salão claro, com mesas bem espaçadas. Nas paredes, vasos com orquídeas em molduras de madeira compensada.

orquideas

Tábuas de demolição ao fundo do sushi bar, cujo balcão é feito com peça grossa e pesada de um tronco de árvore. Segundo a casa, materiais ecologicamente corretos.

bar

No início do jantar, um misto de sushi-sashimi caro e ótimo (R$ 140). Apenas algumas fatias de atum estavam meio geladas. Sashimi de salmão (macio, de sabor delicado), de carapau, de atum (apesar de frio, saboroso) e de polvo (firme e com muito sabor.

misto
Misto de sushi-sashimi

Sushis de salmão (ótimo), camarão (meio sem gosto), vieiras com suas ovas (de paladar do mar bem marcante), linguado (delicado), mini-polvos envoltos na alga (durinhos, gelatinosos e saborosos), camarões japoneses (pequenos). Sushis bem feitos, pequenos, com arroz firme, pouco wasabi trabalhados com esmero pelo experiente Edson Tanamate e por Anderson Yamagushi, que trabalhou no Shimo.

Para quem gosta de novidades e estiver disposto a pagar bastante, pares de sushis de com peixes, mariscos e moluscos importados. Entre esses, um peixinho gelatinoso japonês temperado com ovas de bacalhau (segundo o sushi-man esse peixe é muitas vezes chamado erroneamente como filhote de enguia; R$ 14); tiras de lula temperada com ovas de bacalhau (picantes, R$ 14); marisco branco do Alasca (durinho, R$ 14), arenque prensado com suas ovas (uma delícia, R$ 14).

Da cozinha, só não brilhou o peito de pato grelhado com crosta de pimentas, molho tarê e arroz com cogumelos (bem ocidentalizado, R$ 41).

Ótimos, sequinhos, os bolinhos fritos de camarão (ebishinjo, RS 36); o carpaccio de linguado com molho de gengibre e ovas de salmão (R$ 26); fatias finas de filé bem cru, quase um carpaccio com algas fritas e alho (R$ 35) e os espetinhos de aspargos (robata, R$ 16).

file
Fatias finas de filé bem cru, quase um carpaccio com algas fritas e alho

Linda e apenas boa a taça de camarão (espetinhos sobre leito de broto de alfafa e flores comestíveis, R$ 28).

cama
Taça de camarão

Serviço simpático, em fase de entrosamento. Carta de saquês, mas nada de vinhos. Nem mesmo um espumante, ideal para acompanhar sushis e sashimis. O proprietário diz que isso vai ser sanado.

Onde: R. Manoel Guedes, 436, Itaim-Bibi, 3071-3020 (37 pessoas).
Quando: 19h30/0h (6ª e sáb., até 1h. Fecha dom.).
Cc.: V. Couvert: R$ 7. Manob.: R$ 10.