Paladar

Chez Saul – 17.08.2007 – Dom Pedro

Chez Saul – 17.08.2007 – Dom Pedro

23 agosto 2007 | 12:03 por Jamil Chade

Villa Albany – Gastronomia e Entretenimento é um projeto ambicioso, meio sem foco, que atira para todos os lados.compreende uma pequena livraria (Canguru) e loja de flores (Beco) na entrada de uma grande galeria e depois um grande salão que abriga um restaurante de tendência italiana (Dom Pedro), um sushi-bar (Shiro) ,um bar (doce Café) e avança pela noite com uma pista de dança.

Difícil acertar com tantos alvos. Mas o restaurante Dom Pedro tem pontos positivos, o Shiro não demonstrou tantas qualidades no dia da visita. Do bar , bons cafés e chocolates gostosos, alguns sem açúcar de Marisa Diniz.

A decoração impressiona pela grandiosidade. Um galeria, com grande janelas redondas dando para o estacionamento que serve também o cabeleireiro Jacques e Janine, pé direito alto, teto de acrílico protegido por cortinas de tecido, mesas de acrílico muito bem montadas com cadeiras de uma imitação de palhinha e uma pista de dança redondo com holofotes especiais.

Nas laterais, o bar e o café, o sushi-bar e a cozinha aparente ao fundo. Num mezzanino, uma adega de vinhos bastante charmosa. A carta de vinhos do complexo, do sommelier Marcod é extensa, pretensiosa (Château etrus a R$ 20.000), mas tem algumas boas opções mais sensatas.

O Dom Pedro, o restaurante convencional com viés italiano, conta com a assessoria do grande e mais do que competente chef Luciano Boseggia, que já passou por casas excelentes, entre as quais o Fasano. Seu cardápio é atraente, mas dia da visita e os pratos ficaram aquém de sua classe, embora alguns estivesse muito bons, notadamente o fettuccine com camarões tomate a manjericão (R$ 52).

No mesmo bom nível o filé recheado com queijo brie e shiitake (R$ 47)Boas as trouxinhas de cordeiro servidas sobre um refogado de alho-porro (na verdade, costeletas redondinhas, macias, grelhadas – uma das quais foi aberta ao meio parra ficar no ponto R$ 49). Muito saborosa a cavaquinha grelhada (R$ R$ 67) e razoável o filé de vitela com molho de framboesa (bom sabor, mas vermelho demais para uma vitela, R$R$ 43. Bem franco, pastosos, além do ponto, o risoto de bacalhau com brócolis e tomate cereja (R$ 49).

O chef Luciano Costa é sócio do Shiro de Salvador. Os produtos de seu sushi bar não entusiasmaram. Pouca variedade no sushi-sashimi misto e atum franco, sem gosto. Bons os eushos e sashimis de salmão, o sashimi de tainha. Sushis com arroz correto, mas com pouco sabor, quase sem wasabi.

Onde: R. Augusta, 2.805, Jardins, 3061-2987 (90 lug).
Quando: 12h/1h (fecha 2ª).
Quanto: Cc.: todos. Manob.: R$ 10.

Ficou com água na boca?