Paladar

Espumantes Nacionais Baratos

23 dezembro 2007 | 13:23 por Jamil Chade

Ainda há altos e baixos, mas nós temos espumantes realmente muito bons, de diversos estilos, como mostra esta coluna do Paladar com produtos agradáveis, a preços atraentes.

Salton Brut
Onde encontrar: Empório Frei Caneca, Shopping Frei Caneca, 3472-2082.
Preço: R$ 15,50
Cotação: 86/100

Provado para a coluna Tintos e Brancos, publicada no suplemento Paladar em dezembro de 2007.

Muito provavelmente o espumante nacional de melhor relação qualidade-preço, uma opção sensata para festas e reuniões de várias pessoas. Feita com muito cuidado e em grandes quantidades, o que talvez explique o seu preço mais do que atraente. Utilizaas uvas Chardonnay e a Riesling Itálica, que tem presença considerável na Serra Gaúcha e que não custa tão cara Os enólogos de várias vinícolas destacam a qualidade da Riesling e sua vocação para dar espumantes vivos e com boa acidez. Bastante espuma, bem vivo. Na boca, ligeiro e muito refrescante. Não é e nem pretende ser potente e concentrado. Aroma agradável com evidente nota cítrica. Boa cremosidade e final gostoso. Deixa a boca limpa. Um vinho realmente ligeiro, fresco, que passa um pouco rapidamente pela boca, porém gostoso, ideal para bebericar despreocupadamente. 11,7% de álcool.

***

Terranova Brut Charmat
Onde encontrar: Rei dos Whiskies, Al. Sabiá, 206, Moema, 3488 2199
Preço: R$ 15,95
Cotação: 84/100

Provado para a coluna Tintos e Brancos, publicada no suplemento Paladar em dezembro de 2007.

Um espumante muito diferente, feito pela Miolo no Vale de São Francisco. Atenção, é diferente mesmo, não se parece com nenhum dos demais produtos provados, mas pode agradar quem gosta de vinhos muito leves e consideravelmente perfumados, frutados. Chega a evocar vinhos feitos com uvas extremamente aromáticas, como Malvasia e Moscatel. A sua composição também é muito particular: Chenin Blanc (uva francesa do Vale do Loire); Sauvignon Blanc (uva francesa aromática originária de Bordeaux) e Verdejo (uva espanhola, que tem suas semelhanças com a Sauvignon). Nenhuma dessas costuma entrar nos espumantes tradicionais. Relativamente pouca espuma. Não dos mais espumantes. Aroma intenso, frutado e com toques florais. Aspectos cítricos evidentes. Também aspectos “doces”, de flores. Na boca, perfumado, gostoso, mas não tão refrescante. Lembra mais um frisante que um espumante natural. Ms, sem dúvida, é gostoso. Ligeiro, passa muito rapidamente pela boca. 12% de álcool.

***

Miolo Brut
Onde encontrar: Rei dos Whiskies, Al. Sabiá, 206, Moema, 3488 2199
Preço: R$ 21,50
Cotação: 85/100

Provado para a coluna Tintos e Brancos, publicada no suplemento Paladar em dezembro de 2007.

Um espumante mais clássico, que pode ser provado ao aperitivo, num coquetel e também acompanhando alguns pratos. Elaborado com uvas do Vale dos Vinhedos, a primeira denominação de origem do Brasil, na Serra Gaúcha. Sistema tradicional, de segunda fermentação na própria garrafa, como na Champagne. As uvas também são as típicas dessa região francesa: Chardonnay e Pinot Noir. Pelo número do lote, deve ter sido engarrafado em 2006. Aroma com algo de queimado, de frutas secas como nozes e amêndoa. Um espumante com bastante corpo,austero. Isso sem perder a acidez, que é agradável. Encorpado, desses que enchem e dão sensação de peso na boca. Boa concentração de sabor, mas final um pouquinho rústico, com um ligeiro toque de amargor 13% (que é o máximo permitido para um espumante nacional).

***

Salton Reserva Ouro Brut Charmat
Onde encontrar: Empório Frei Caneca, Shopping Frei Caneca, 3472-2082.
Preço: R$ 24,50
Cotação: 87/100

Provado para a coluna Tintos e Brancos, publicada no suplemento Paladar em dezembro de 2007.

Outro espumante de relação custo beneficio espetacular. Feito também em grandes quantidades nas mais do que modernas instalações de Tuiuiti, em Benton Gonçalves, utilizando o sistema charmat de segunda fermentação em grandes cubas fechadas. O rótulo informa que passou seis meses em contato com as borras que provocaram a segunda fermentação. Um corte de Chardonnay, Pinot Noir e Riesling. Um espumante clarinho, com reflexos esverdeados. Bem jovem, muito refrescante. No auge. Pelas informações no contra-rótulo se deduz que foi engarrafado em 2007. Conserva toda sua vivacidade e frescor. Bastante espuma. Bolinhas duráveis. Aroma gostoso, também com conotações cítricas. Um vinho mais para elegante do que para encorpado. Ligeiro, com ótima acidez, refrescante. Retrogosto agradável. Não dos mais intensos, mas deixou sensação de boca fresca, com evocações cítricas. 11,5% de álcool.