Paladar

Espumantes nacionais rosados

06 janeiro 2008 | 21:12 por Jamil Chade

A onda de popularidade do rosado está também chegado aos vinhos tranqüilos e espumantes nacionais. Já há produtos de alto nível e a cada dia chegam novidades ao mercado. Normalmente, vinhos frutados, agradáveis, alegres, que podem ser ótimos para bebericar no verão.

A degustação dos espumantes rosados para a coluna Paladar foi muito gostosa. Além dos quatro destacados, também deve ser lembrado o Miolo Rose Brut (Chardonnay, Pinot Noir e Merlot), um vinho elegante, frutado e encorpado. No mesmo nível do Conde de Foucauld, porém um pouco mais caro. Também muito agradável o Cave Amadeu, um produto da Cave Geisse.

Conde de Foucauld Rosé
Onde encontrar: Empório Frei Caneca, Shopping Frei Caneca, 3472 2082
Preço: R$ 14,95
Cotação: 85/100

Provado para a coluna Tintos e Brancos publicada em dezembro de 2007 no suplemento Paladar.

Um vinho da grande cooperativa Aurora, de longe o maior produtor do país, com vinhos em vários níveis de preço e de qualidade. Este se destaca pela excelente relação qualidade-preço. O rótulo é muito pouco explicativo, não cita as uvas que o compõem e não cita o sistema de fabricação (charmat ou champanhês). Mas informa que provavelmente foi engarrafado em 2007. Um espumante jovem, no auge da forma. Um vinho de cor bem cereja , chamativo e bonito. Aroma frutado, gostoso. Um aroma meio “doce”, simples e agradável. Muito bem equilibrado na boca. Não é um espumante potente, concentrado, mas sim leve, alegre e que se deixa beber facilmente. Um vinho seco, com boa acidez, nada enjoativo e refrescante. Simples e alegre. Deixa sensação muito boa na boca. 11,5% de álcool.

Salton Poética Rosé Brut
Onde encontrar: Empório Frei Caneca, Shopping Frei Caneca, 3472- 2082.
Preço: R$ 25
Cotação: 89/100

Provado para a coluna Tintos e Brancos publicada em dezembro de 2007 no suplemento Paladar.

Um lançamento recente. O lote é de 2007 e o vinho está em ótima forma. A Salton está acertando a mão nos espumantes. Este é feito pelo sistema charmat de segunda fermentação em grandes cubas, que é mais rápido, utilizando a uva Pinot Noir, que vem a ser a principal cepa tinta da região da Champagne, na França. Cor com algo de cereja, de rosado vivo e também reflexos que evocam cobre . Perlage muito boa. Muita espuma, que perdurou no copo, favorecendo uma boa cremosidade na boca. Aroma potente e agradável, misturando frutas vermelhas e toques de fermento, de padaria. Na boca, muito equilibrado. As frutas vermelhas, notadamente o morango, passam a dominar mais. Ótima acidez, refrescante. Retrogosto frutado e agradável. 12% de álcool.

Chandon Rose Brut
Onde encontrar: Casa Santa Luzia, Al. Lorena, 1.471, 3897-5000.
Preço: R$ 41
Cotação: 87/100

Provado para a coluna Tintos e Brancos publicada em dezembro de 2007 no suplemento Paladar.

Os espumantes da Chandon são sempre muito bem feitos. Este é um lançamento recente que confirma a tradição da casa. Um corte de Pinot Noir, Chardonnay e Riesling Itálico. Um espumante de um tom meio acobreado claro e com excelente perlage,.Muitas bolinhas duradouras, que subiam em cordões regulares no copo. Aroma muito bom, evocando fermentos e frutas. Aroma de boa intensidade, que penetrava nas narinas. Na boca, gostoso, frutado, mas não dos mais secos. Deve ficar nos limites da categoria brut, que é de 15 gramas de açúcar por litro. Não chega a ser um defeito, mas os que gostam de vinhos bem secos podem estranhar um pouco. Apesar disso, muito gostoso na boca, equilibrado e com boa acidez. Não enjoativo. Retrogosto muito bom. Deixa a boca limpa e gostosa, 11,9% de álcool.

Cave Geisse Rose
Onde encontrar: Vinhos & Vinhos, televendas 3717- 3432.
Preço: R$ 83,40
Cotação: 88/100 pontos.

Provado para a coluna Tintos e Brancos publicada em dezembro de 2007 no suplemento Paladar.

Um espumante austero, concentrado, que pode ir bem ao aperitivo, mas se presta principalmente para acompanhar muitos pratos, principalmente frutos do mar. Iria muito bem com uma caldeirada. Feito exclusivamente com uvas Pinot Noir de uma plantação da empresa, na zona fria de Pinto Bandeira, na Serra Gaúcha. Três anos de amadurecimento com as borras e oito gramas de açúcar por litro. Sistema de fermentação na própria garrafa, (champanhes).Degolado e engarrafado em março de 2007. Um vinho maduro e jovem. Mário Geisse, enólogo e dono da empresa, conhece muito bem a produção de espumantes e faz vários muito bons. Ele trabalhou muito tempo na Chandon, o que é uma bela credencial. Este é um espumante vinoso, encorpado, concentrado. Cor bastante intensa. Tons de cobre bastante concentrados. Aroma bom e potente. Na boca, encorpado, cremoso e com boa acidez. Potente, porém equilibrado. Deixa boca muito gostosa. 12,5% de álcool.

Ficou com água na boca?