Paladar

Risoto de lingüiça

09 fevereiro 2007 | 16:31 por Jamil Chade

Todo mundo tem suas receitas preferidas e também as que são usadas para emergências, para jantares ou almoços não planejados e resolvidos na hora. Este risoto de lingüiça se enquadra nas duas categorias, pois é saboroso, fácil de fazer com ingredientes que podem ser encontrados sem grandes problemas. Eu já havia usado (e publicado) esta receita que me socorreu num jantar meio corrido durante a semana.

Havia imaginado este risoto para um bom Merlot nacional, mas acabei provando com um ótimo tinto português, do Douro, Quinta dos Quatro Ventos 2004. A uva Merlot dá normalmente tintos amáveis, com boa concentração de sabor e pouco tanino. O tanino transmite sensação de amarrar a boca, como algumas frutas verdes e é encontrado em tintos jovens.

O sal da lingüiça (e de outros ingredientes), ‘brigam’ com o tanino. Daí a idéia de um vinho macio, com pouco tanino. O Caves Aliança Quinta dos Quatro Ventos preencheu as expectativas. Ele é feito na região do Douro com um corte de Tinta Roriz (a majoritária, a mesma Tempranillo da Espanha, uma uva macia e delicada); Touriga Nacional e Touriga Franca. Um tinto caprichado, com toque de madeira na medida certa, não exagerado e muito redondo, sem arestas. Concentrado, potente, sem ser rústico (90/100 pontos).

Ficou com água na boca?

É sempre melhor usar um caldo caseiro e artesanal, mas pode ser feito com caldo industrializado. O arroz italiano, ideal para risotos, pode ser encontrado em muitos supermercados. O sal pode ser dispensado quando for usado o caldo industrializado.

A receita é generosa, dá para quatro a seis pessoas.

Ingredientes:

400 gramas de lingüiça toscana;
5 generosas colheres de sopa de manteiga;
1 colher de sopa de óleo de milho;
1 cebola muito bem picadinha;
1 xícara de chá de vinho branco seco (opcional);
2 litros de caldo de carne (ou de frango, aproximadamente);
400 gramas de arroz italiano (carnaroli, vialone nano, arborio);
2 colheres de sopa de parmesão ralado;
sal (eventualmente).

Modo de fazer:

Retire a lingüiça da tripa e espalhe com as mãos. Reserve.

Esquente três colheres de sopa de manteiga e o óleo de milho numa panela grande e pesada. Fogo de médio para alto.

Refogue rapidamente a cebola picada, que deve apenas murchar, sem mudar de cor. Junte a lingüiça e continue refogando até ela ficar douradinha. Vá mexendo para evitar que a cebola queime.

Acrescente o arroz italiano e refogue durante uns dois ou três minutos, como se estivesse fazendo o prato do dia-dia. Vá mexendo com a colher de pau.

Coloque o vinho e comece a mexer com a colher de pau para evitar que o arroz grude na panela e queime.

Quando o vinho secar quase totalmente, junte duas ou três conchas de caldo de carne. Continue a mexer com a colher de pau. Quando o caldo secar, coloque mais uma ou duas conchas.

Vá repetindo a operação, colocando caldo e esperando evaporar, sempre mexendo, até o arroz ficar no ponto, o que deve levar uns 18 minutos. O arroz deve ficar cozido, mas ainda meio durinho, ‘al dente’ e bem úmido, quase uma papa.

Verifique o ponto. Apague o fogo e incorpore as duas colheres de manteiga que sobraram. Logo em seguida junte o queijo parmesão e misture muito bem.

Verifique o sal.

Tampe a panela, deixe descansar durante uns dois minutos e sirva.

Boa receita e um bom final de semana!