Paladar

Só queijo

Aventuras lácteas entre o Brasil e a França

Bar de queijos em Morzine foge da estética dos chalés alpinos e propõe experiência diferente

No subsolo do restaurante La Chamade, Thierry Thorens e sua esposa montaram um cheese bar muito inspirado

27 de julho de 2020 | 15h25 por Débora Pereira
“Queríamos sair da atmosfera estética dos chalés alpinos, comum por aqui, para oferecer uma mistura de tradição e modernidade, música e cores, arte contemporânea e materiais típicos “, explica Thierry Thorens, chef do restaurante La Chamade e escultor nas horas vagas. O cheese bar fica em Morzine, nos alpes franceses, fronteira da França com Suíça.

Patricia Thorens e sua assistente no cheese bar. FOTO: Débora Pereira/Profession Fromager     

O cheese bar, que fica no subsolo do restaurante, oferece aos clientes uma ampla variedade de queijos, espalhados por diferentes mesas, vitrines e carrinhos.

Estante reservada aos queijos tomme. FOTO: Débora Pereira/Profession Fromager

Os queijos dos alpes franceses estão no centro das atenções, mas também Itália, Suíça, Inglaterra … Tudo acompanhado por uma variedade de cervejas e vinhos de Savoie, Valais, Borgonha, Champagne … e vinho do porto.

Carrinho para servir queijos cremosos. FOTO: Débora Pereira/Profession Fromager

Um espaço heterogêneo e cintilante, que abriga uma exposição permanente de esculturas e pinturas, como esta vaca contemplando uma mulher dormindo ao lado de mil latas de leite.

Espaço mais íntimo com esculturas de vacas e mulheres na parede. FOTO: Débora Pereira/Profession Fromager

À esquerda, na parte mais iluminada do bar, os queijos de massa dura são exibidos em tábuas de ardósia, enquanto os queijo frescos e queijos azuis são exibidos em uma mesa.

Mesa dos queijos de massa cozida. FOTO: Débora Pereira/Profession Fromager

Em outra mesa, as sobremesas: pudim de queijo e frutas frescas. Como opção para os mais gourmands, um trio de fondues ou o queijo mont d’or, servido quente em sua caixinha de madeira.

Um faca com uma ardósia informa o nome dos queijos. FOTO: Débora Pereira/Profession Fromager

Obra de arte com sinos usados pelos animais da fazenda. FOTO: Débora Pereira/Profession Fromager

Os clientes podem escolher entre a fórmula “descoberta”, que permite, por 12 euros, provar 6 queijos, e a fórmula “ilimitada”, por 25 euros. Tudo acompanhado por uma seleção de charcutarias locais.

Tags:

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?