Paladar

Só queijo

Aventuras lácteas entre o Brasil e a França

Concursos do Mundial de Tours na França estão confirmados, mesmo com pandemia

Evento queijeiro será realizado em formato híbrido, presencial e virtual

26 de março de 2021 | 11h00 por Débora Pereira

Tendo em vista as incertezas da pandemia do coronavírus, o Mondial du Fromage e produtos lácteos de Tours anunciou a preparação de um evento híbrido, tanto presencial quanto digital.

A 5ª edição será de 6 a 8 de junho de 2021 no Parc Expo em Tours. “Estamos lançando, paralelamente à feira física, uma feira digital: os expositores poderão apresentar sua oferta e documentação (pdf, fotos, vídeos etc.) e organizar encontros online ou na feira, com os visitantes”, explica Agnès Boileau, gerente de vendas da feira.

Rodolphe Le Meunier, organizador do mundial em frente à mesma de mais de 3 toneladas de queijos em 2019. FOTO: Débora Pereira/Revista Profissão Queijeira

O Concurso Internacional de Produtos será presencial, na manhã do domingo (6), no primeiro dia do salão, ao invés do segundo dia como era realizado habitualmente. “Vamos abrir novas categorias para melhor integrar os queijos de denominação de origem estrangeiros”, explica o presidente Roland Barthélemy. “Esperamos mais de 1.200 queijos este ano.”

Para permitir a presença dos jurados, a organização do evento apresentou um programa de protocolos sanitários, que foi aprovado. O concurso vai acontecer sem presença do público.

A mineira Marly Leite (À ESQUERDA) foi jurada no concurso de queijo. FOTO: Débora Pereira/Revista Profissão Queijeira

Os produtos apresentados devem ser inscritos no site até 30 de abril e entregues até 3 de junho. Os resultados serão comunicados no domingo à tarde graças à informatização de todas as etapas do concurso: “Os vencedores receberão o diploma por email, que poderá ser imediatamente divulgado nas redes sociais”, explica Roland.

No Brasil, a associação SerTãoBras está organizando uma comissão de produtores para apresentar os queijos brasileiros, como feito nas edições anteriores (informações pelo email sertaobras@gmail.com)

Concurso de melhor queijeiro terá candidato peruano

Dedicado aos comerciantes de queijos que devem mostrar suas habilidade em conhecimentos gerais, alianças de queijos com outros alimentos, cortes criativos e montagem de uma grande mesa de queijo, o concurso de 2021 conta com 12 candidatos. É uma maratona de 10 horas de provas e eu tive a honra de ser jurada em 2019 (vídeo abaixo).

Concurso de melhor queijeiro em 2019. FOTO: Débora Pereira/Revista Profissão Queijeira

A França será representada por Grégory Giraudon, queijeiro em Les Halles de Royan, e Virginie Dubois-Dhorne, de Arras, que ficou em 2º lugar em 2019.

A Rússia será representada por Alexey Andreev, Melhor Queijeiro da Rússia em 2020. Eugenio Sarboraria, defenderá as cores da Itália. O Peru será representado por Lee Salas Rosell, varejista que já atuou no México, Colômbia e Estados Unidos.

O México voltará a ser representado por Cesar Olivares, que concorreu em 2019. Nick Bayne, da “The Fine Cheese Co.”, exportador e curador especializado em queijos britânicos, vai defender as cores da Grã-Bretanha. Finalmente, a Espanha será representada por Juan Ramón Garijo Hernandez. Será necessário acrescentar a esta lista dois candidatos japoneses, que serão nomeados no final de abril no âmbito do concurso nacional de seu país.

Candidatos oficiais. FOTO: Profession Fromager/Facebook

 

Tags:

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?