Paladar

Só queijo

Aventuras lácteas entre o Brasil e a França

Conheça o requeijão à la francesa

Produto lácteo mais consumido no Brasil, o requeijão é chamado de cancoillotte na França

13 de janeiro de 2022 | 11h19 por Débora Pereira

Produto lácteo mais consumido no Brasil, o requeijão é chamado de cancoillotte na França.  Bom, podemos comparar de longe os dois produtos, pois o visual e a textura são iguais. Mas na hora de abrir o pote já se descobre quem é quem pelo cheiro.

Gama de cancoillotes do chef Fabrice Piguet: morilles, vinho amarelo, alho selvagem, trufa de Borgonha, alho rosa de Lautrec. FOTO: Débora Pereira/Profession Fromager

A versão francesa utiliza fermentos que dão muita tipicidade, principalmente o cheirinho ardido, animal e pornográfico característico dos queijos franceses.

Marcas locais de cancoillotte. FOTO: Débora Pereira/Profession Fromager.

Preparação tradicional da região dos vales da Franche-Comté até o maciço dos Vosges, o cancoillotte acaba de entrar para a nobre família dos queijos de origem protegida. Sua Indicação Geográfica foi validada na França em 2021 e agora aguarda a validação da União Europeia, para ter seu nome protegido em todos os países da Europa.

Mousse de cancoillotte e creme de leite aromatizada doce.

No vídeo abaixo, o queijeiro André Tyrode, responsável da fabricação, dá todas as dicas para obter o grão que será fundido posteriormente.

Vinho branco, alho, morilles e outros condimentos podem ser acrescentados na massa. As fotos são de um animação culinária em torno da cancoillotte pelo chef Fabrice Piguet, que tem restaurante em Bethoncourt, à 79 km de Besançon, na França.

Tags:

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?