Paladar

Só queijo

Aventuras lácteas entre o Brasil e a França

Hobby de fazer queijo vira canal no YouTube

A pandemia fez de Mariana Veiga, brasileira que mora na Eslovênia, uma "cheese youtuber". Confira entrevista exclusiva

27 de fevereiro de 2021 | 10h14 por Débora Pereira

Da pequena cidade paradisíaca de Bled, na Eslovênia, Mariana Veiga começou a fazer queijos em sua cozinha, para consumo pessoal, e a compartilhar em vídeos suas receitas. Nasceu o canal “Com a faca e o queijo na mão” que está popularizando no Brasil a vontade de fazer queijo em casa.

Mariana em frente ao lago da cidade de Bled, na Eslovênia. FOTO: Fernanda Prado Verčič/Acervo Pessoal

“Eu fazia queijos por hobby desde quando morava em São Paulo. Comecei fazendo brie e depois passei a diversificar com gouda, gorgonzola, frescal, muçarela…  Sempre que fazia algo legal, postava no meu Facebook. Depois fui viajar um ano com meu marido e meu filho pela Europa e acabamos escolhendo morar na Eslovênia. Aqui não tem todos os meus queijos preferidos. Comecei a fazer queijo no apartamento e de tanto meus amigos pedirem as receitas, peguei um canal que já tinha no YouTube e comecei a postar vídeos do processo todo” disse ela.

Mariana e sua gama de queijos para consumo familiar. FOTO: Fernanda Prado Verčič/Acervo Pessoal

“Para a minha completa surpresa, o canal – que antes falava sobre viajar com crianças – passou de 100 seguidores para quase 7 mil em 9 meses” conta ela entusiasmada.

Receitas com poucas quantidade de leite. FOTO: Fernanda Prado Verčič/Acervo Pessoal

O seu vídeo mais popular que ensina a fazer um pequeno queijo azul tipo gorgonzola tem mais de 24 mil visualizações.
Mariana ensina de forma prática as receitas de queijos europeus, mostrando dentro da cozinha pequenos truques que criam os ambientes necessários para o queijo se transformar, por exemplo guardando a umidade dentro de um pote de plástico e furando a massa para oxigenar e favorecer o Penicillium Roqueforti, o mofo azul que ela compra pela internet.

Fabricação de queijo fresco temperado. FOTO: Fernanda Prado Verčič/Acervo Pessoal

 

E o queijinho pronto. FOTO: Fernanda Prado Verčič/Acervo Pessoal

Baile da vaca

Mariana contou em entrevista exclusiva para nosso blog (vídeo abaixo) seu dia a dia na Eslovênia, como o “baile da vaca”, a festa tradicional onde os produtores enfeitam as vacas com flores para descer da montanha no final do verão. “Aqui na cidade de Bled temos máquinas que vendem leite cru, você leva sua garrafa e compra, é genial” conta ela.
“Para mim queijo é prazer, não quero empreender, eu não sou expert de queijos, não tenho conhecimento técnico para dar consultoria, é meu hobby, adoro compartilhar minhas experiências. O mais legal de tudo isso é que acabei conhecendo muita gente no Brasil entusiasmada com a fabricação artesanal de queijo. Desde produtores de queijos artesanais de Minas Gerais que querem experimentar outras receitas, ou gente que só produzia leite e decidiu transformar em queijo, até pessoas que moram em apartamento e tentam para ver o que dá. É muito gratificante poder trocar experiências com todas essas pessoas. Vejo que o hobby de fazer queijo é algo atual e tem apelo a  pessoas de todas as idades e perfis. Inclusive quem mora em centros urbanos. Já passamos pela onda de fazer cerveja e pão em casa. Quem sabe queijo não é a próxima?”

Todas as receitas são feitas na sua cozinha. FOTO: Fernanda Prado Verčič/Acervo Pessoal

Mariana acaba de começar uma série de vídeos em inglês sobre queijos populares brasileiros e já tem dois vídeos, sobre frescal e requeijão de copo.

 

Tags:

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?