Paladar

Só queijo

Aventuras lácteas entre o Brasil e a França

Maior associação de queijeiros do mundo completa 50 anos

Guilde Internationale des Fromagers reuniu mais de 400 produtores de 30 países diferentes em um castelo na Borgonha para comemorar a data

25 de setembro de 2019 | 18h59 por Débora Pereira

A maior associação de queijeiros do mundo acaba de completar 50 anos.

No domingo, 22, produtores de mais de 30 nacionalidades se reuniram no castelo Clos de Vougeot, em uma bela vinícola na Borgonha, para festejar o cinquentenário da Guilde Internationale des Fromagers, que conta 7.200 membros em mais de 40 países.

574ª cerimônia da Guilde. FOTO: Débora Pereira/Profession Fromager

A comemoração durou quatro dias, de 20 a 23 de setembro. No sábado, 21, houve uma festa do queijo e do terroir borgonhês no mercado central da cidade de Nuit Saint-Georges.

Também foram realizadas visitas nas queijarias Delin, Gaugry e Berthaut, famosas e tradicionais pela fabricação dos queijos brillat-savarin, soumaintrain IGP e époisses DOP, e na queijaria Chevenet, que trabalha com apenas com leite cru de cabra, em queijos como o maconnais e o charolais, todos os dois com denominação de origem protegida.

Queijos de cabra charolais e maconnais da queijaria Chevenet. FOTO: Débora Pereira/Profession Fromager

 

Aperitivos de cabra. FOTO: Débora Pereira/Profession Fromager

A Guilde fez sua tradicional assembleia geral anual, onde foram exibidos fotos e vídeos de todos os eventos do último ano nos Estados Unidos, Rússia, Canadá, França, Itália, Alemanha, Suíça, Noruega, Japão… e, em destaque, os registros da viagem ao Brasil em agosto.

A comitiva começou sua visita pelo Rio Grande do Norte, no Encontro Nordestino de Queijos e Produtos Lácteos. Em seguida, participou do Mundial do Queijo do Brasil, em Araxá (MG). No Brasil só somos mais de 5o membros.

O clímax do final de semana foi o jantar de domingo à noite, quando aconteceu a 574ª cerimônia (chamada de capítulo). A festa foi no castelo Clos de Vougeot, no meio do maior vinhedo da Côte de Nuits da Borgonha, com direito à designação Grand Cru para o vinho. 465 pessoas cantaram, comeram e beberam celebrando a amizade em torno do queijo.

Bolo de aniversário imitando o queijo brillat-savarin. FOTO: Débora Pereira/Profession Fromager

 

Ópera de fois gras, servida como entrada do jantar. FOTO: Débora Pereira/Profession Fromager

 

Vinho do Hospice de Beaune, um dos oito servidos na noite. FOTO: Débora Pereira/Profession Fromager

Fico feliz demais de ver o reconhecimento no olhar das pessoas nos felicitando pelo Mundial do Queijo do Brasil, que deixou ótimas impressões do queijo brasileiro no cenário internacional. Triste de não saber ainda o que responder quando os comerciantes perguntam quando vamos começar a vender os queijos brasileiros na Europa

Veja como foi a cerimônia no vídeo abaixo:

Tags:

Ficou com água na boca?