Paladar

Bebida

Bebida

Le Vin Filosofia

Suzana Barelli

A agenda de vinhos em novembro

Eventos online e presenciais oferecem degustações e palestras. Confira atrações que você não pode perder

03 de novembro de 2020 | 16:08 por Suzana Barelli, O Estado de S.Paulo

Novembro começou com vários eventos de vinho. Dois deles, a Semana Internacional do Jerez, e a Feira Naturebas, trazem tantas degustações e palestras online, que é preciso ficar atento para não perder nenhuma apresentação que lhe interesse. Para completar: Para completar: acontece nesta quinta, dia 5, o Vinho Verde Wine Experience, em São Paulo, com degustação de mais de 100

rótulos de vinho desta região portuguesa, E no próximo dia 7, a versão online da Avaliação de Vinhos do Brasil, com amostras da safra de 2020. Confira.

A agenda de vinhos em novembro apresenta degustações e cursos onlines e presenciais  

A agenda de vinhos em novembro apresenta degustações e cursos onlines e presenciais   Foto: Michelle V. Agins/NYT

Vinho Verde Wine Experience

Os portugueses decidiram realizar um evento de promoção dos brancos, principalmente, e também espumantes e tintos da região de Vinhos Verdes. Será no dia 5, em São Paulo, com degustação e palestras, com todos os cuidados de segurança e higiene pelo Covid. Ao todo 14 vinícolas participam do evento. Ingressos custam R$ 50 e podem ser adquiridos no site vinhoverdewineexperience.com.br e o evento acontece no Skyhall, na avenida Juscelino Kubitschek, 1.327, Vila Nova da Conceição. 

Avaliação Nacional de Vinhos

A pandemia transformou em virtual a tradicional degustação dos vinhos da safra de cada ano no Brasil. Até o ano passado, o evento reunia mais de 700 degustadores em um enorme salão em Bento Gonçalves (RS) e todos provavam ao mesmo tempo as 16 amostras mais representativas de cada safra.

Nesta 28ª. edição, a Associação Brasileira de Enologia engarrafou as amostras em pequenas garrafas de 187 ml, enviou aos 700 inscritos, que vão provar o vinho no próximo dia 7, a partir das 17 horas, com transmissão ao vivo. Interessados podem assistir aa prova e aos comentários desta, que está sendo considerada a melhor safra brasileira, nos canais Youtube, Instagram, e Facebook.

Feira Naturebas

É intensa a programação da primeira edição online da Feira Naturebas, evento que também precisou ganhar uma versão virtual nesta pandemia. Os organizadores, liderados por Lis Cereja, organizaram uma série de conversas online, em masterclass ou lives, e algumas degustações presenciais, sempre com o número controlado de participantes e todos os cuidados de higiene. Estes eventos acontecerão durante todo o mês de novembro.

Nesta primeira semana, faço dois destaques. O primeiro é a masterclass com a Mateja Gravner, sobre vinhos âmbar, às 10h45, do dia 7 de novembro. Mateja é filha de Josko Gravner, um dos pioneiros em elaborar vinhos laranja nos tempos atuais. O segundo é a conversa com o produtor argentino Alberto Cecchin e o importador Ariel Kogan, também no dia 7, aas 16 horas. Vale a pena conferir a programação completa no site www.feiranaturebas.com.br.

Sherry Week 

A Semana Internacional do Jerez vai até o dia 8 de novembro, com diversos eventos, de lives a degustações, online e presenciais. A ideia é promover o jerez, o vinho fortificado do sul da Espanha. Confira alguns dos destaques desta agenda. A programação completa está em www.sherry.wine/sherryweek.

Dia 3/11

- A partir das 19 horas, jerezada no restaurante Jiquitaia​ ​com petiscos criados pelo chef Marcelo Correa Bastos para harmonizar com jerezes nos estilos Fino, Manzanilla, Palo Cortado, Oloroso, Cream e PX. Informações em jiquitaia.com.br.

- Às 18 horas, Associação Brasileira de Sommelier São Paulo faz uma live sobre o jerez, com foco nos jerezes da vinícola Fernando de Castilla. A conversa acontece com o professor Arthur Azevedo e o especialista Fernando Gurgel, no perfil @abs_sp

Dia 4/11

- Às 19 horas, jerezada promovida pela escola Enocultura e pela Coletânea Vinhos, com o serviço de diversos estilos de jerez. São dez vagas disponíveis. Informações em www.enocultura.com.br.

- Sala de Pandora online​. Às 20 horas, degustação de quatro jerez (Fino, Manzanilla, Palo Cortado ou Amontillado e PX), com coisinhas para tapear. São 24 vagas, por R$ 250. Inscrições em @pandoraexperienciasdevinhos

- O espanhol Germán Alarcón-Martín, ex-presidente da SBAV- MG, conduz curso online sobre jerez na ABS-RJ. A transmissão será via zoom. Valores e informações em www.abs-rio.com.br

- Às 11h30, a enóloga Victoria Frutos, responsável pelos vinhos do Grupo Estevez (Valdespino, La Guita e Marqués del Real Tesoro) fala sobre o passado e o futuro desta região. Será no YouTube da importadora Zahil .

Dia 5/11

- Às 18 horas, live com Bernardo Pinto, formador homologado de jerez, no Instagram da Pró-Vinho (@pro_vinho.br) sobre este vinho do sul da Espanha.

- Às 20 horas, a ABS Campinas promove degustação com jerez, conduzida por Renato Nahas, professor da ABS- Campinas e também formador homologado pelo Consejo Regulador de Jerez. Informações em www.abs- sp.campinas.br.

- Às 19h30, oficina de Jerez com Bernardo Pinto, diretor técnico da Zahil e educador homologado pelo Conselho Regulador de Jerez, com vinhos da La Guita e Inocente. Cadastro em Sympla.  

Dia 6/11

- Às 20 horas, aula pela plataforma zoom com a sommelière Gabriele Frizon, “a louca do Jerez”. Inscrições em @aloucadojerez. A aula sai por R$ 350.

- Às 20 horas, Tufi Meyer, formador homologado de jerez e especialista em vinhos fortificados, conduzirá aula gratuita sobre o estilo Palo Cortado. A transmissão, aberta a todos os interessados, será no canal de Youtube da The Wine School Brasil.

- O restaurante Nosu, de comida japonesa em São Paulo, promove menu harmonizado, com vários sushis e sashimis, com três jerezes da Bodega Fernando de Castilla (Fino, Oloroso e Manzanilla). Disponível para até 30 pessoas, sai por R$ 390. Informações em www.nosu.com.br.

Até 6/11 – todos os dias, às 12 horas, o instagram da The Wine School (@thewineschoolbrasil) comenta os estilos de jerez.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?