Paladar

Bebida

Bebida

Só de birra

Heloisa Lupinacci

A cerveja perfeita para cada carnaval

Ache o que beber se você quer cair nos blocos, ver os desfiles com os amigos pela TV, ficar em SP no circuito comida e bebida ou ir à praia

07 fevereiro 2018 | 19:25 por Heloisa Lupinacci

Carnaval chegou, qual sua reação? Abrir a planilha com a programação de blocos para assinalar a quais você vai. Chamar os amigos para assistir aos desfiles das escolas de samba na sua casa. Criar um plano elaborado para ficar em São Paulo, fugir dos blocos e aproveitar o feriado para comer e beber bem. Viajar para a praia.

A cada semana que começa, dois princípios movem a produção desta coluna: 1. Cerveja é parte (vibrante!) da gastronomia. 2. Existe uma cerveja perfeita para você, para a situação em que você está, para acompanhar o prato que você está comendo. 

 

  Foto: Fernando Sciarra|Estadão

Chiquita bacana ou doente do pé, a questão é escolher a cerveja certeira e passar longe da catuaba. Falando nisso, a novidade do ano nos bloquinhos é a Catuaba Piña Colada (no copo, é branca e opaca. No nariz, o abacaxi vem em primeiro plano, com notas de leite de coco. Na boca, é doce de arder a garganta), pensa no tamanho da ressaca... O antídoto? Cerveja (e água, idealmente na proporção um para um).

+ Sabe o gosto do lúpulo? Prove as cervejas single hop

+ Tap Tap sobe as portas no sábado e consolida eixo cervejeiro do Minhocão

Para quem faz a festa da rua, uma coisa é fato: carnaval é época de cerveja convencional, escolhida por ser a mais gelada ou a menos cara que tiver, comprada no ambulante do isopor cheio de gelo picado e tomada direto no bico. Como diz Ronaldo Rossi, da Cervejoteca, “mais frescor e menos frescura”. 

Mas se você gosta de se programar, se vai levar a térmica para o samba, tem outras opções para você, sim.

VOU DE TÉRMICA NO BLOCO

Então vai de witbier! A cerveja de trigo de estilo belga com adição de semente de coentro e casca de laranja é a cara do carnaval. Levinha, refrescante, sorridente. carnaval não é época de cerveja lupulada. Não combina. Mas se você é hop head, vai de session pelo menos (tomar IPA no bloco equivale a passar o Réveillon com camiseta do Iron Maiden. Nada a ver). A Blondine Martina (R$ 7; 300 ml) é gostosa e está no supermercado – ou seja, além de não precisar ir a lojas de especiais, ainda pode reabastecer a térmica pelo caminho.

 

  Foto: Blondine

VEJO DESFILE PELA TV

Se a turma for toda formada por cervejeiros (e neste caso aposto que os desfiles são apenas uma desculpa para se reunir), minha sugestão é montar uma parada de saisons e fazer uma avaliação ao estilo apuração de escola de samba. Quesito harmonia, dez. Não existe tédio com saisons, que são cervejas refrescantes e complexas, têm aquela carbonatação vigorosa. Saison é uma festa. Se for para escolher uma só, vai de Invicta Saison a Trois (R$ 22,50; 500 ml, na Wbeer). Mas a ideia do desfile é muito mais legal.

 

  Foto: Invicta

PARTIU PRAIA 

Para a cerveja da praia, aquela que você vai tomando ao longo do dia para molhar as palavras, é legal pensar numa cerveja simples, uma american lager. A Mea Culpa Avareza (R$ 14,99; 473 ml, na CervejaStore) é uma american lager assumida, leve, muito fácil de beber e muito caprichada. A hora que sair o jantar – ou aquele almoço tardio – preparado no capricho, com frutos do mar fresquinhos, leva uma 3 Cariocas Sour Saison du Leblon (R$ 29,90; 500 ml, na Wbeer). A versão sour da saison carioca com manga, baunilha e pimenta é mais ácida, claro, e refrescante.

 

  Foto: 3CAriocas

QUERO APROVEITAR A CIDADE

Ah, então você é da turma que fica em São Paulo e aproveita para ir a todos os restaurantes – menos os da Vila Madalena? Faz muito bem. A cidade fica festiva. É legal. E é um bom período para dar aquela varrida nas novidades. Dá um jeito de provar a JaBrut Lager (R$ 22; 310 ml), uma colaborativa da Capitu (das cervejarias mais inquietas e intrigantes que temos) com a Cuesta (boa cervejaria de Botucatu). É uma lager com jabuticaba refermentada na garrafa. Parece espumante. É surpreendente e brilhante. Púrpura e purpurina. 

 

  Foto: JaBrut

Ficou com água na boca?