Paladar

Bebida

Bebida

Só de birra

Heloisa Lupinacci

Brinde a primavera com cervejas de grãos variados

Muito além da cevada, confira seleção de rótulos cervejeiros feitos com aveia, centeio e trigo

25 de setembro de 2020 | 03:00 por Heloisa Lupinacci, O Estado de S.Paulo

Você já percebeu como a cerveja é uma bebida ligada à ideia de estação do ano? Tem cerveja que dá vontade de beber no inverno, claro. E cerveja que dá vontade de beber no verão. Tem um monte de sazonais, aquelas cervejas (e estilos cervejeiros) que são feitos apenas numa época do ano – tipo pumpkin ale no outono norte-americano. A saison não me deixa mentir: o estilo cervejeiro traz estação no nome! (Duas indicações rápidas para quem quer provar uma boa saison: St. Feuillen, belga, referência, a R$ 36, no paodeacucar.com.br e ZalaZ Spontaneous #1, brasileira, experimental e ótima, a R$ 27,88, na www.hoppi.com.br).

Sempre que começa uma estação nova, dá vontade de renovar a carta de cerveja da casa. Pra mim, privamera é temporada de cervejas com grãos variados. É época de brotar e florescer e poucas coisas resumem melhor esse clima do que variedade de grãos. Escolhi aqui três cervejas com outros grãos além de cevada para celebrar a chegada da estação. 

Croma Fifty/Fifty

A Croma é dessas cervejarias que meio que dá para comprar qualquer cerveja de olhos fechados – todas são pelo menos gostosas. Mas essa juicy IPA (cito aqui um amigo que me escreveu sobre ela) é "divina". O nome (50/50) conta que metade da carga de grão é de aveia. Cerveja com aveia é sempre uma boa ideia. Ela dá uma textura aveludada à cerveja, parece que você se enrolou numa pétala de flor. Por falar em flor, o lúpulo em destaque é o Nelson Sauvin, neo-zelandês que faz a linha intrigante (e sempre me convence a comprar uma cerveja). O rótulo faz parte da série #tbt da Croma, que lança lotes de cerveja que fizeram sucesso no taproom na marca. R$ 44,90 (473 ml, na beermind.com.br)

Fifty/Fifty, da cervejaria Croma, com aveia.

Fifty/Fifty, da cervejaria Croma, com aveia. Foto: Croma

Avós Hopped Rye Lager

Fresquinha, lote único e númerado, essa lager com adição de centeio é da série #SóFazemosLagers, da Cerveja Avós, e é uma delícia! A Avós é outra que dá para comprar de olho fechado: o foco nas lagers dá uma consistência ao conjunto da obra, se você gostar de uma, pode ficar à vontade para explorar todas. O centeio, na cerveja, funciona quase como uma pimentinha, dá um toque de picância único e gracioso. Ele também dá uma mudada na textura, que fica levemente cremosa. Com 4,3% e aquele final de gole limpo que as lagers bem feitas têm, é uma cerveja perfeita para tardes calorentas. R$ 15 (355 ml, na cervejaavos.com)

Avós Hopped Rye Lager, com centeio.

Avós Hopped Rye Lager, com centeio. Foto: Cervejaria Avós

Tupiniquim Weiss Cristal

Não dá para falar de outros grãos na cerveja e não mencionar o trigo! Todo mundo que começou a beber cerveja especial passou pelas weiss (ou weizen) servidas nos copos enormes com aquela espuma que desafia o sommelier. Pessoalmente, sempre achei que uma weiss vale por uma refeição. Até que descobri as "cristal", elas são filtradas, límpidas e mais leves do que as tradicionais. Deu match pra mim. Elas têm as notas características do estilo (cravo e banana), mas você consegue até tomar outra cerveja depois. E essa da Tupiniquim faz a linha bom custo-benefício e é fácil de achar até mesmo em supermercados. R$ 9,90 (350 ml, no clubedomalte.com.br)

Tupiniquim Weiss Cristal, com trigo.

Tupiniquim Weiss Cristal, com trigo. Foto: Cervejaria Tupiniquim

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?

Tendências