Paladar

Bebida

Bebida

Só de birra

Heloisa Lupinacci

Brut IPA é a nova onda cervejeira: muitas borbulhas como no espumante

As brut IPAs são cervejas extra-secas, com aromas cítricos e florais, elegantes como uma tela de Morandi; veja dois rótulos para conhecer o estilo

29 agosto 2018 | 19:48 por Heloisa Lupinacci

Está chegando ao mercado a primeira leva de brut IPAs, a mais nova onda cervejeira. As brut IPAs são extra-secas e super borbulhantes, lembram os vinhos espumantes extra brut – emprestam deles o nome e as características. Têm corpo de session e aromas cítricos e florais, elegantérrimos.

Uma das graças é que o novo estilo é a exata negação da new england IPA (a onda exatamente anterior). As neipas são adocicadas, têm aquele corpão e aromas exuberantes, que lembram um arranjo de cabeça da Carmem Miranda. É como se a neipa fosse um quadro do Cézanne e a brut IPA, uma tela do Morandi.

A historinha da brut é a seguinte: um cervejeiro de São Francisco (Kim Studarvant, da Social Kitchen and Brewery) usava (como muitos outros cervejeiros) uma enzima para deixar suas double IPA e imperial stouts menos doces. Teve a ideia de usar a mesma enzima em uma IPA normal para chegar a um resultado extremo. Resultado: virou o pai da criança. 

Fica um enigma, do tipo que vai ser respondido com o tempo: se a ideia é deixar a cerveja seca, reduzir a expressão do malte, criar uma base limpa e borbulhante, para o lúpulo brilhar, não seria o caso de apostar em hop lagers? 

Com o hype, conforme vão chegando ao mercado, as brut evaporam. Na semana passada, voou das geladeiras do Capitão Barley a Japas Shiso Brut IPA (ainda tem em torneira); na semana anterior, a brut da Bodebrown evaporou do Tap Tap.

Nas torneiras do Cerveja a Granel está engatado o exemplar que achei o mais gostoso até agora, é a brut da Salvador Brewing Co. – se eu fosse você, ia lá pegar um growler para provar. Na fila de espera das torneiras do Capitão Barley está a brut da queridinha 5 Elementos (você pode acompanhar a lousa do bar pelo Facebook).  Na sequência, duas brut:

SALVADOR BREWING CO. BRUT IPA

Preço: R$ 62,20 (o litro no Cerveja a Granel) 

Essa é daquelas cervejas que você toma um gole e vai conferir as informações de novo: ela tem 6,7% de teor alcoólico, mas parece uma session IPA. É tão leve, tão fresca, tão seca, tão borbulhante que parece que, se você não segurar o growler na mesa, ele vai sair voando. A combinação dos lúpulos hallertau e mosaic rende notas cítricas e florais tão bem combinadas que parece que você está num pomar de laranjas, limões e limas na época da florada. Essa combinação é a mesma da pilsner Mestre Cervejeiro + Duas Cabeças, de que falei semana passada. 

Salvador IPA

Salvador IPA Foto: Salvador

 

JAPAS SHISO BRUT IPA

Preço: R$ 38 (a lata de 473 ml, ou R$ 20 o chope de 300 ml) no Capitão Barley

A marca comandada por cervejeiras de origem oriental busca nos ingredientes da culinária japonesa a inspiração para criar novas cervejas. A brut IPA leva shiso, colocando mais uma referência de bebida na roda. O estilo nasce da junção de características da IPA com os espumantes extra brut, pois elas foram lá e ainda jogaram um pouco de saquê na mistura. O shiso acrescenta um salgadinho à bebida. É exemplar curioso, com pouco menos drinkability do que se espera para o estilo.

Cerveja Shiso Brut IPA

Cerveja Shiso Brut IPA Foto: Japas

 

Ficou com água na boca?