Paladar

Bebida

Bebida

Só de birra

Heloisa Lupinacci

Cerveja para tomar no carnaval

Na festa marcada pelo patrocínio de megacervejarias, não tem como escapar das light lagers. O negócio é tomar sua cerveja favorita em casa ou levá-la na mochila. Veja uma seleção de rótulos que combinam com a folia

03 fevereiro 2016 | 17:09 por Heloisa Lupinacci

Carnaval é temporada de megacervejarias em evidência. Cada grande marca patrocina um circuito de festa de rua: em São Paulo, o patrocínio é da Amstel, da Heineken. No Rio, é Antarctica. Em Salvador, Brasil Kirin (com Nova Schin e Devassa). Em Olinda, Skol.

 

  Foto: Fernando Sciarra|Estadão

O patrocínio tem dois lados. De um, as cervejarias bancam parte da estrutura. Foliões paulistanos já devem ter notado, no fim de semana que passou, a presença farta de banheiros químicos no caminho dos blocos. Por outro lado, os isopores da festa viram o samba de uma lata só. 

Bebedores de cerveja têm duas opções: tomar suas cervejas em casa e depois só se hidratar na rua (e por que não com uma light lager?) ou carregar suas cervejas favoritas em térmicas por aí (já fiz isso, num bloco bem tranquilo, dois anos atrás e funcionou: as cervejas acabaram no primeiro terço do percurso, a mochila logo ficou leve e o resto da folia foi tomando cerveja do ambulante). 

De todo jeito, com o calorão que está fazendo, dá para tomar sua cerveja favorita, a cerveja que estiver disponível e muita água entre uma e outra.

TOØL FUCK ART FUTEBOL É AMOR

Origem: Dinamarca

Preço: R$ 16,80 (330 ml, na Wbeer.com.br)

 

  Foto: Divulgação

Se o seu coração amanhecer pegando fogo, fogo!, respire fundo e abra essa Fuck Art Futebol é Amor. Ela é muito refrescante. Trata-se de pilsen com muito lúpulo, mas principalmente de aroma. O nariz é o puro maracujá. E, na boca, ela é limpa, elegante, como uma lager deve ser. Tem 5% de álcool. 

WÄLS SESSION CITRA

Origem: Belo Horizonte (MG)

Preço: R$ 7,90 (300 ml, no www.emporiodacerveja.com.br)

 

  Foto: Divulgação

Para tomar cantando “nós é que bebemos e eles que ficam tontos”: ela tem só 3,9% de álcool, boa para quem gosta de bebericar sem perder a linha. É uma session IPA com dry hopping, adição de lúpulo na cerveja pronta, da variedade Citra. É leve, refrescante, fácil de beber e super aromática, com notas entre florais e cítricas. 

BAMBERG KÖLSCH

Origem: Votorantim (SP)

Preço: R$ 15,40 (600 ml, na Bamberg Express)

 

  Foto: Divulgação

Essa cerveja é do tipo que se você prestar atenção, encontra um monte de detalhes – notas de malte, aroma floral, tudo delicado e bem equilibrado. Mas se fizer a linha “eu bebo sem compromisso”, ela também é excelente companhia, refresca com leveza e tem 4,8% de teor alcoólico. O estilo vem de Colônia, cidade alemã conhecida por seu carnaval.

BLONDINE ROCKFEST

Origem: São Paulo

Preço: R$ 14 (310 ml, na cervejastore.com.br)

 

  Foto: Divulgação

Se ainda estranha as cervejas ácidas e quer entrar nessa levada durante os dias de festa, abasteça a geladeira com essa cerveja. Essa sour ale com amoras e 5,7% de teor alcoólico é uma delícia de porta de entrada para o território ácido. Ela é agradável e tem uma acidez leve. Para terminar a folia cantando: “Você foi minha cartilha/ Você foi meu ABC...” 

>> Veja a íntegra da edição de 4/2/2016

Ficou com água na boca?