Paladar

Bebida

Bebida

Com o vinho estampado na cara

The Wine Project, ensaio de fotógrafo paulista, mostra pessoas após uma, duas e três taças de vinho

15 abril 2016 | 16:21 por Isabelle Moreira Lima

Você provavelmente já viu um ensaio fotográfico em que cada modelo é registrado em quatro momentos: sóbrio, após uma taça de vinho, após duas e após três. The Wine Project, trabalho do fotógrafo publicitário paulista Marcos Alberti, inundou a internet nos últimos dias. E Alberti está no olho do furacão: desde que publicou o ensaio na última quinta-feira, foi procurado por gente dos quatro cantos do mundo, até de países que não sabia que existiam. “É cada língua louca que aparece no meu Facebook. Só não saí na China ainda, mas no resto do mundo acho que já saiu”, afirmou em entrevista ao Paladar.

 

  Foto: Marcos Alberti|Reprodução

O fotógrafo diz que nem consegue mais dormir. E tudo o que ele queria era mostrar que o vinho deixa as pessoas mais relaxadas. Reuniu amigos - alguns bebedores costumazes, outros inexperientes; alguns bons de câmera, outros estreantes - e os fotografou copo a copo sempre no mesmo cenário. O ensaio foi feito em janeiro de 2014.

Leia a entrevista ao Paladar abaixo:

 

  Foto: Marcos Alberti|Reprodução

 

  Foto: Marcos Alberti|Reprodução

Por que você acha que o ensaio chamou tanta atenção?

Acho que é um tópico que ninguém tinha abordado. Toda vez que eu via fotos de pessoas bebendo, de antes e depois, sempre era uma coisa feia: a pessoa caída na calçada. Eu quis fazer uma coisa bonita. Acredito que tudo tem dois lados. Se você bebe com a intenção de celebrar, se está rodeado de amigos, se está bebendo com responsabilidade, o vinho pode ser uma coisa legal.

Bebe com frequência?

Aos finais de semana sim. Gosto de beber vinho e prefiro os Cabernet Sauvignon. Cerveja eu comecei agora.

E como foi feito o ensaio?

Foram seis noites diferentes. Eu comprei um rótulo, infelizmente não lembro mais qual... mas sei que era um Cabernet, porque é o que eu gosto, é mais popular, e achei que as pessoas gostariam. O ensaio foi feito em 2014. 

E como tem sido a repercussão?

Eu não consigo dormir, não consigo fazer nada. Dei mais de 170 entrevistas para diferentes países em menos de uma semana.

E os modelos?

Ah, eles amaram. São todos amigos meus, de diferentes áreas: tem músicos, DJs, arquitetos, palhaços, tem tudo.

Que conclusão você tirou com o trabalho?

Que todo mundo fica mais relaxado quando bebe vinho. Eu achava que as pessoas que bebem vinho todo dia iam mudar menos. Mas eles também mudaram bastante. Às vezes não muda o rosto, mas a maneira como eles se relacionam com a câmera fica diferente. O que eu tiro disso é que o vinho, usado com moderação, para celebrar, pode ser ótimo para relaxar, juntar seus amigos e tornar os momentos inesquecíveis. Mas, claro, não quero influenciar ninguém a sair tomando vinho.

 

  Foto: Marcos Alberti|Reprodução

E você? Já percebeu se seu rosto muda depois de uma, duas, três taças de vinho? 

Ficou com água na boca?