Paladar

Bebida

Bebida

Começou a temporada de promoção de vinhos: confira dicas para evitar pegadinhas

Liquidação em lojas especializadas é boa oportunidade para comprar produtos menos acessíveis e experimentar novos rótulos. Confira sugestões de vinhos

29 de janeiro de 2020 | 16:50 por Suzana Barelli, O Estado de S.Paulo

Já é tradição no Brasil: janeiro e fevereiro são meses de oferta de vinhos nas lojas e importadoras pelo país. Se para as empresas estas promoções se tornaram uma importante forma de reforçar o combalido caixa do começo de ano, para o consumidor é a oportunidade de abastecer a adega e, conforme o desconto, se arriscar em rótulos menos conhecidos, provar uvas nem tão famosas e até comprar aquela garrafa cujo preço, sem o desconto, seria proibitivo para o orçamento doméstico.

Mas é preciso saber resistir ao desconto fácil na prateleira e não comprar (apenas) por impulso. Primeiro é bom saber que o bota-fora começa após os lojistas analisarem o que têm em excesso no estoque e o que não fez sucesso nas vendas para as festas de final de ano. Na realidade atual, na qual diversos produtores trocam de importadora com facilidade, muitos dos rótulos em oferta são de vinícolas que devem sair do catálogo em breve. Ou de safras mais antigas, que precisam ser desovadas.

As promoções convidam a certa ousadia

As promoções convidam a certa ousadia Foto: Agaton Strom/NYT

Aqui, a primeira dica é ficar atento ao estado de conservação das garrafas. Rolha estufada, rótulo com pequenas avarias ou com aquela marca de que a quantidade de líquido está um pouco abaixo são sinais de que a garrafa em questão não foi bem preservada. Se está na dúvida e quer mesmo provar o vinho, fique atento à política de troca de cada loja e comece comprando apenas uma garrafa.

Como é verão, muitos procuram abastecer a adega de espumantes, brancos e rosados. Aqui são vinhos mais suscetíveis a perderem qualidade se mal armazenados nas prateleiras. Um caminho é evitar comprar safras mais antigas destes rótulos e desconfiar de promoções muito generosas. A não ser que você aprecie vinhos mais evoluídos (eu aprecio, mas esta não é a regra), estes estilos têm no frescor seu maior diferencial. Isso significa comprar safras recentes de no máximo dois ou três anos. 

As promoções também convidam a certa ousadia. Matthieu Peluchon, diretor da Rouge Brasil, conta que nos bota-fora cresce a busca por regiões ou uvas menos procuradas. Orlando Rodrigues, da Premium, por sua vez, gosta de selecionar para a promoção rótulos pouco conhecidos e que, por isso, giram pouco em seu estoque. É o convite para se surpreender ao abrir a garrafa. 

Abaixo indico duas sugestões que estão com preços promocionais e veja a seguir algumas importadoras e sugestões de rótulos que estão com boas ofertas.

Gallardia del Itata Cinsault Rosé 2017

É um dos bons rosados chilenos. De coloração rosa bem clara, é muito fresco, com notas frutadas, lembrando morangos. Na promoção da Decanter, passou de R$ 116,50 para R$ 69,90.

Gallardia del Itata Cinsault Rosé 2017

Gallardia del Itata Cinsault Rosé 2017 Foto: Decanter

 

IGT Rosato di Toscana

No limite da sua evolução, este rosato da Castello di Ama, vinícola referência na Toscana, é elaborado com sangiovese (90%) e canaiolo (10%) e vendido por R$ 142, na Mistral.

IGT Rosato di Toscana

IGT Rosato di Toscana Foto: Mistral

 

Importadoras e rótulos que estão com boas ofertas:

- A Adega Alentejana aposta em vinhos brancos portugueses para a sua promoção de verão, com descontos na casa dos 30%. Um deles é o Quinta da Alorna Arinto, de R$ 94,16 por R$ 65,91.

- Na importadora Decanter, os descontos variam de 35% a 60%, com rótulos de países diversos, do Chile e Argentina até as clássicas Itália e França. Algumas das garrafas estão disponíveis apenas para a venda on-line. Para quem acha que a promoção é uma maneira de conhecer rótulos pouco conhecidos, vale apostar no Rosso di Valtellina 2014, da vinícola italiana Ar Pe Pe. Com 35% de desconto, sai por R$ 227, 57. 

- Grand Solde é o nome da promoção da importadora Grand Cru, com descontos que variam entre 20% e 50%. Um exemplo é o chileno Morandé Reserva Pinot Noir, que passou de R$ 94,90 para R$ 47,45.

- Na Premium, os descontos variam de 30%, para os rótulos mais baratos, a 35%, naqueles mais caros. O La Primera Revancha Malbec 2011 passou de R$ 239,91 para R$ 159,95.

- A Mistral selecionou mais de 2 mil vinhos com descontos que podem chegar a 50%. Como a importadora mantém o seu catálogo em dólares, a promoção prevê descontos na cotação da moeda, que pode ser de R$ 1,79, R$ 2,29, R$ 2,59 ou R$ 2,99 conforme o vinho. Um exemplo é o Collection Mouvedre, Carignan e Petit Verdot, da vinícola chilena Lapostolle, com um kit com seis garrafas, vendido por R$ 944,63 (antes da promoção, saia por R$ 1.604). 

 

- A World Wine promete até 60% de desconto em mais de 80 rótulos. Entre eles, os chilenos Odfjell Orzada Carignan Orgânico, que passa de R$161 para R$ 112,70, e o Cono Sur Single Vineyard Pinot Noir Block, de R$ 148 por R$ 96,20. 

- O bota-fora da Rouge Brasil inclui vinhos de importação própria e de terceiros. Um exemplo é o Chardonnay, da vinícola chilena Haras de Pirque, vendida por R$ 90.

- O destaque da Total Vinhos são os rótulos elaborados na região do Dão, em Portugal, pelo produtor Álvaro de Castro. O Quinta de Pinhanços Colheita Tinto está em R$ 96 (era R$ 160) e o Encruzado, de R$ 490 por R$ 289. 

- Na Vindame, há rótulos de países como Espanha, Itália e Alemanha, como o Riesling Gutswein, que sai por 132,30 (o preço de tabela é R$ 189)

- Na Winebrand, as promoções incluem rótulos como o branco português Ribeiro Santo, elaborado com as uvas malvasia e encruzado, e vendido por R$ 102

- Na Winelovers, são os rótulos da espanhola Castillo de Jumilla que estão em promoção de 20%, como o Monastrel, elaborado com cultivo orgânico, que passou de R$ 108 para R$ 87.

*Na maioria dos casos, estes preços são válidos até o final do estoque, mas é sempre bom conferir a política de cada loja.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?

Tendências