Paladar

Bebida

Bebida

Saca essa rolha

Isabelle Moreira Lima

Conheça Fabiana Bracco, a uruguaia que faz vinhos cheios de energia, mística e graça

Produtora tem rótulos eleitos revelação dois anos seguidos no guia Descorchados com o melhor da produção da América do Sul

24 janeiro 2018 | 20:10 por Isabelle Moreira Lima

A primeira vez que vi a uruguaia Fabiana Bracco não acreditei naquela mulher: subiu ao palco da degustação de Descorchados 2017 para apresentar seu Grand Ombú Cabernet Franc (R$ 526,75 no site da Valduga), com alta acidez, elegância e perfil europeu, com aroma de frutas negras e erva tostada. Mas, antes de qualquer coisa, perguntou, em português perfeito, se queríamos ouvir algo da Cássia Eller. 

Vinhedo da Bracco Bosca

Vinhedo da Bracco Bosca Foto: Bracco Bosca

Fabiana faz vinhos hoje com o auxílio do primo, responsável pelos vinhedos, e com um enólogo consultor. Há anos está no métier, ajudava seu pai, produtor de vinho de mesa; depois ajudou os Pisano a exportar para o mundo. Mas poderia fazer comédia e fácil, fácil desbancar humoristas de peso em uma competição de stand-up. Basta sua reação ao convite para apresentar seu Ombú Reserve Petit Verdot (R$ 132,55), outro destaque da vinícola, em uma reunião de mulheres. Notou que estavam todas morrendo de tédio com a apresentação das produtoras anteriores, que destacavam detalhes mínimos de vinificação e descreviam com precisão notas de degustação indecifráveis. “Resolvi comparar meu vinho com um belo homem, de ombros largos, competente e fim longo. Todo mundo entendeu rapidinho”, conta. E não precisa dizer que a plateia ficou mais engajada e veio abaixo em risadas.

Mas não é só comédia que envolve Fabiana (e a Bracco Bosca, sua vinícola em Atlântida). Assim como seus vinhos, ela é cheia de energia. E acredita muito nela. Jogou as cinzas do pai no vinhedo de Cabernet Franc, que pouco depois ganhou o título de revelação no Descorchados. O vinhedo está na fileira 13 de todas as suas vinhas. Sem falar na grande árvore que dá nome aos vinhos, a umbú, que reza a lenda local era esconderijo de dinheiro dos antigos moradores de sua terra. 

Fabiana Bracco faz vinhos vivazes

Fabiana Bracco faz vinhos vivazes Foto: Bracco Bosca

Místicamente ou não, o que vale dizer é que a Bracco Bosca continua se revelando e, neste ano, levou o título do Descorchados com seu Grand Ombú Merlot, que ainda será lançado oficialmente e que Fabiana resolveu fazê-lo porque, segundo o pai, era a melhor cepa para o Uruguai.

Ficou com água na boca?