Paladar

Bebida

Bebida

Coquetelaria de improviso: como usar utensílios da cozinha para fazer drinques

Não tem coqueteleira? Bailarina? Medidor de doses? Não tem problema, é fácil improvisar com o que você já tem em casa

28 setembro 2016 | 16:01 por Carla Peralva

O Paladar já ensinou que não é preciso gastar muito para montar um bom bar em casa. Mas, verdade seja dita: não é necessário comprar equipamentos diversos para fazer drinques incríveis em casa. Em uma rápida olhada pelos armários e gavetas da cozinha é possível encontrar bons substitutos para o medidor de doses, a bailarina, o coador profissional. Quer um exemplo? Um pote de vidro com tampa dá uma perfeita coqueteleira. 

Então, na falta dos utensílios básicos da coquetelaria, aprenda com Thiego Montiel, sócio do bar Pitico (em Pinheiros), como improvisar com que o você já tem à mão.

 

Três dicas importantes: 

● O copo de shot costuma ter 50 ml. Por isso, funciona como um ótimo dosador (1 dose = 50 ml). Mas, mais importante do que ficar medindo mililitros, é ficar atento às proporções. O negroni, por exemplo, pede três partes iguais da cada bebida. 

● Para substituir o mixing glass, escolha qualquer copo alto e largo, em que caiba muito gelo. O melhor é ser de vidro, pois ele preserva melhor a temperatura. A idea é fazer um drinque em um copo com gelo, girar com a bailarina para misturar e gelar a bebida e só depois passar para o copo de servir, com uma nova pedra. Assim, o drinque já vai gelado para o copo, precisa de menos gelo e fica menos aguado.  

● O gelo transparente está em alta na coquetelaria. Em casa, o que vale a pena notar é o tamanho da pedra de gelo: quanto maior, mais devagar ela derrete. O drinque fica gelado sem ficar aguado.  

Receitas

No vídeo, Thiego prepara um negroni, um whisky sour e uma caipirinha. Para mais receitas de drinques, clique aqui

Ficou com água na boca?