Paladar

Bebida

Bebida

É de birra. Mas não só

Carolina Oda

Corra para comprar estas cervejas antes que acabem

O mundo cervejeiro não para, são novidades todos os dias, e algumas delas duram pouco nas prateleiras. Confira quatro novas cervejas que vale a pena provar

13 julho 2016 | 18:46 por Carolina Oda

No mercado de cervejas não existe monotonia. Ao contrário das bebidas que dependem de safra, a cerveja pode ser feita o tempo todo, com a vantagem adicional de ficar pronta em poucos dias. Os lançamentos são tantos que anda sendo quase impossível acompanhar tudo o que as cervejarias colocam no mercado constantemente.

Porém, vira e mexe, são lançados rótulos de lote único que não dá para perder a chance de provar. A seguir, quatro lançamentos que acabaram de chegar ou estão chegando aos pontos de venda por esses dias! 

Às vezes, a gente dá a sorte de viajar ou cruzar com o cervejeiro por aí e provar em primeira mão, garantindo que vale a pena conhecer. Corra, porque eles devem durar pouco na prateleira. E, se perder a chance, a única solução vai ser esperar pelo próximo lote, que pode vir ou não, ficando ao bel prazer dos criadores. Quer saber? O mais garantido é correr para provar as novidades.

DÁDIVA COLD BREW GOLDEN STOUT

Origem: Várzea Paulista, SP

Preço: R$ 20 (300 ml) na Cerveja Store

 

  Foto: Divulgação

Se nem tudo é o que parece, esta cerveja confirma essa máxima. Provada às cegas, dá para jurar que é uma cerveja preta. Esse estilo é um paradoxo – uma Stout clara. Explicando: Stout é um estilo de cerveja preta graças aos maltes torrados. Porém, nesse caso, ela é clara, não contendo esses maltes. O sabor é o esperado da Stout por conta de ingredientes que trazem as mesmas notas que o malte, nibs de cacau e café – no caso, um blend orgânico de Icatu Amarelo e Obatã Vermelho, extraído a frio, da Fazenda Ambiental Fortaleza, de Mococa, SP. Além disso, tem baunilha.

SEASONS VACA DAS GALÁXIAS – A BERGAMOTA DO FIM DO UNIVERSO

Origem: Porto Alegre, RS

Preço: R$ 25 (300 ml) no Cateto 

 

  Foto: Divulgação

Bergamota é como o gaúcho chama a fruta que em outros lugares do Brasil é tangerina, mimosa ou tanja. Em plena safra, ela foi adicionada ao já existente rótulo Vaca das Galáxias, uma Double IPA da Seasons, cervejaria de Porto Alegre. Na receita, tem só o lúpulo Galaxy, que confere intenso aroma frutado e cítrico. A quantidade de lúpulo é tanta que a cerveja ficou turva. Não se espante. O teor alcoólico de 8,5% é muito bem inserido, o amargor é alto, com seus 75 IBU, e o final é seco. Derrubei um copo no chão e comprovei: o aroma da fruta é tão explosivo que dá pra sentir de longe!

DOGMA CITRA LOVER

Origem: São Paulo, SP

Preço: R$35 (473 ml) no Capitão Barley 

 

  Foto: Divulgação

Esta é a primeira edição de uma série de três rótulos de Single Hops (cervejas que levam só um lúpulo), da paulistana Dogma. Esse tipo de cerveja é uma aula de lúpulo, pois evidencia sua característica sensorial. Com lúpulo Citra, frutado tropical e cítrico, é encorpada e aveludada. O malte aparece só como base, sem notas de caramelização. Com 85 IBU, o amargor é intenso. As próximas edições serão com Enigma e Mosaic. Vale guardar e comparar as três – mas guarde na geladeira para preservar o aroma do lúpulo, que é o foco neste caso. A lata facilita a conservação.

TUPINIQUIM LÓGICA ABSURDA

Origem: Porto Alegre, RS

Preço: R$ 18 (460 ml) no Empório Alto dos Pinheiros

 

  Foto: Divulgação

Colaborativa da Tupiniquim com a mestra-cervejeira Amanda Reitenbach, que acaba de concluir doutorado em Berlim, berço do estilo Berliner Weisse, que é o deste rótulo. Surgido por volta do século 19, depois de longo sumiço, o estilo tem sido cada vez mais produzido pelas cervejarias do Brasil e do mundo. Feito a partir de uma fermentação mista, que usa lactobacilos além das leveduras, tem acidez como a primeira palavra – neste caso intensificada pela adição de ameixa vermelha e framboesa. É muito leve, refrescante e pouco alcoólica

Ficou com água na boca?