Paladar

Bebida

Bebida

Depois de cerveja, Zalaz lança linha de cafés da Mantiqueira

São cinco embalagens fixas e uma rotativa, em homenagem ao patriarca da família; os grãos são da centenária e premiada Fazenda Santa Terezinha, na Mantiqueira, onde também fica a cervejaria

06 junho 2018 | 21:05 por Ana Paula Boni

O lançamento neste mês da linha de cafés Zalaz tem um simbolismo especial para a família Almeida, dona da centenária Fazenda Santa Terezinha, em Paraisópolis, na Mantiqueira mineira. O patriarca, Paulo Sérgio de Almeida, que cuidou do cafezal por décadas, morreu no mês passado, em decorrência de um AVC. Seu Paulinho, como é conhecido, não viu pronta nem a embalagem do café O Mago, que foi lançado em sua homenagem pela família.

O Mago, café que homenageia Seu Paulinho

O Mago, café que homenageia Seu Paulinho Foto: Alex Silva|Estadão

Além de O Mago há outros cinco tipos do Zalaz Café, marca que nasce com torrefação própria e carrega o nome da cervejaria dos mesmos donos (e que fica dentro da fazenda). Fundada por Fabrício Almeida, filho de Paulo, e Junia Falcão, sua mulher, a Zalaz usa grãos da própria fazenda, que até pouco tempo atrás exportava praticamente todo o seu café verde. Sob o comando de André, irmão de Fabrício, a fazenda vai continuar exportando a maioria do café, mas o lançamento da Zalaz já faz crescer de menos de 5% para cerca de 20% o total de café da Santa Terezinha vendido no País – e a tendência é esse número crescer.

O cafezal, orgânico e biodinâmico, cresce à sombra de árvores nativas, como guatambu, e reúne quatro variedades. Tratadas de formas diferentes (natural, cereja descascado, fermentado ou não), originam os cafés Flor do Guatambu (mundo novo), Sombreado Amarelo (catuaí amarelo), Ouro Vermelho (bourbon vermelho) e O Mago (bourbon amarelo, rótulo que vai mudar de acordo com nanolotes), além dos blends de mundo novo com catuaí amarelo, o Magia do Fermentado (para fazer expresso) e o Liga Natural.

O tratamento especial dos grãos, com os quais seu Paulo recebeu o prêmio Cup of Excellence em 2001 como melhor café do Brasil, continua na torrefadora que Fabrício e Junia compraram no ano passado. Enquanto Junia fez cursos de torra, Fabrício atualizou o que aprendeu em temporada nos EUA, há mais de dez anos, quando trabalhou como barista e torrador. Foi lá que ele conheceu a cena da cerveja artesanal, que estimulou a criação da Zalaz, em 2015, mas a vontade de ter algo seu no ramo do café era anterior. Agora, troca informações com o irmão, que cuida da terra e de processos como a fermentação de parte dos grãos, que iniciaram há três anos.

Linha de cafés da Zalaz

Linha de cafés da Zalaz Foto: Alex Silva|Estadão

Após o lançamento para convidados na fazenda na semana que vem, a linha de cafés poderá ser encontrada para beber e/ou para levar a partir do dia 21 no Zud Café e nas padarias P.A.O. (a partir de R$ 25 o pacote de 250g). ​Mais informações em www.zalaz.com.br.

 

SERVIÇO

Zud Café

Rua Barão de Tatuí, 377, Santa Cecília

Tel. 2769-3369

P.A.O

Várias unidades: padariaartesanal.com.br

Ficou com água na boca?