Paladar

Bebida

Bebida

Dez mil garrafas de Chateau Lafite... Falsas?

Por Luísa Melo

12 novembro 2012 | 12:48 por redacaopaladar

Especial para o Estado

Dez mil garrafas de Chateau Lafite Rothschild, o vinho mais caro do mundo, foram encontradas pela polícia em uma casa abandonada em Wenzhou, na província de Zhejiang, na China.

De acordo com o jornal britânico Daily Mail, os policiais ainda investigam se a bebida encontrada é falsificada. Caso não seja, o estoque chegaria um valor estimado de cerca de £ 10 milhões.

FOTO: Reprodução

Segundo informações do portal americano Eater, a casa onde o material foi encontrado era guardada por cinco cães, incluindo dois Mastins Tibetanos. O funcionário que cuidava dos animais da casa disse à polícia que o imóvel está vazio há nove anos e que não sabe nada sobre o achado.

A polícia suspeita que os vinhos sejam mesmo falsos, já que a China importa em média apenas 50 mil garrafas de Chateu Lafite Rothschild genuíno a cada ano. Os oficiais, agora, procuram pelos locais onde o vinho possa ter sido produzido clandestinamente.

Desde março, produtores do Chateau Lafite Rothschild, na França, já receberam mais de £ 80 mil em processos contra empresas chinesas que falsificavam o vinho. Cada garrafa do produto pode custar de £ 700 a £ 1 mil, dependendo da safra.

Em 2010, três garrafas de Lafite Rothschild 1989 deram ao vinho o título de mais caro do mundo depois de serem vendidas por um lance recorde de £ 147.020,00 em um leilão em Hong Kong.

Ficou com água na boca?