Paladar

Bebida

Bebida

Dois ilustres enólogos franceses morrem em uma semana

No curto período de cinco dias o mundo do vinho sofreu duas grandes perdas. O produtor da região do Rhône, Henri Bonneau e o diretor da célebre vinícola francesa Châteua Margaux, Paul Pontallier.

30 março 2016 | 21:34 por Isabelle Moreira Lima

Na última semana, o mundo do vinho sofreu duas importantes perdas. Primeiro, o produtor de Châteauneuf-du-Pape, no sul do Rhône, Henri Bonneau, aos 78 anos, no dia 23. Era considerado um mestre do corte capaz de extrair o melhor da Grenache, além de combiná-la à perfeição com outras variedades sem seguir regras.

Henri Bonneau, morreu aos 77 anos em em Marseille na França.

Henri Bonneau, morreu aos 77 anos em em Marseille na França. Foto: Divulgação

Na segunda-feira (28), foi a vez de Paul Pontallier, aos 59 anos, diretor de uma das mais célebres vinícolas francesas, o Château Margaux, vítima de câncer. Nascido em Bordeaux, ele cresceu na propriedade dos pais, o Château La Loge Saint-Lége. Chegou a cogitar ser médico, mas a enologia parecia o caminho mais natural. 

Discípulo de Émile Peynaud, Pontallier começou a trabalhar na casa em 1983, aos 27 anos, com um bacharelado em agronomia e um doutorado em enologia. Fora uma temporada no Chile, onde serviu como militar e ensinou enologia, teve apenas o Château Margaux como seu empregador. Foi contratado pela proprietária, Corinne Mentzelopoulos, três anos após ela ter assumido a direção da casa.

Ficou com água na boca?

Com Corinne manteve sempre uma relação de amizade e cumplicidade raramente vista no mundo do vinho.

Pontallier era conhecido por sua elegância e gentileza, e funcionava como um “termômetro” para a qualidade dos vinhos que anunciava: quanto mais alto ficava na ponta dos pés quando falava sobre eles. A safra de 2015 será a sua 33ª. 

Paul Pontallier, faleceu aos 59 anos, diretor de uma das mais célebres vinícolas francesas, o Château Margaux, vítima de câncer.

Paul Pontallier, faleceu aos 59 anos, diretor de uma das mais célebres vinícolas francesas, o Château Margaux, vítima de câncer. Foto: Divulgação

Para o crítico inglês Steven Spurrier, será difícil imaginar o Château Margaux sem ele. Em nota, Corinne falou da perda com “dor e emoção”.

Ficou com água na boca?