Paladar

Bebida

Bebida

Só de birra

Heloisa Lupinacci

Estreias com o pé direito

Três cervejarias principiantes levam medalhas em primeira participação no Mondial de La Bière Rio 2014

26 novembro 2014 | 19:13 por Raphael Rodrigues

Especial para o Estado

Três cervejarias iniciantes ganharam medalhas em sua primeira participação no Mondial de La Bière Rio 2014, na semana passada: A 3 Cariocas garfou a medalha de platina com seu primeiro rótulo, a IPA Nema; a Weird Barrel, de Ribeirão Preto, ganhou medalha de ouro com a Naughty Grog, uma black IPA maturada em barril de rum; e a Bastards levou também um ouro com sua Piná a Vivá, uma imperial india pale lager.

Durante os quatro dias da segunda edição do festival, que reuniu o mundo cervejeiro no Rio de quinta a domingo passado, um júri formado por cervejeiros e especialistas avaliou amostras de cervejas do Brasil inteiro. E os jurados ficaram tão bem impressionados que, em vez de distribuir as 12 medalhas de ouro e uma de platina previstas, decidiram aumentar: foram entregues 14 ouros e 2 platinas (veja quadro ao lado). As cervejas não são divididas por estilo.

Firmou. Com público de mais de 25 mil pessoas (que consumiram 30 mil litros de cerveja), o Mondial de La Bière consolidou sua importância no calendário. FOTO: Patrick Rocha/Divulgação

Além da eleição dos especialistas, o público também foi convidado a votar em suas favoritas e elegeu como melhor a Niña, witbier da cervejaria Jeffrey, de Niterói. Em segundo lugar ficou a Bela Rosa da Bohemia (leia mais acima). O terceiro lugar na escolha do público foi da Wee Heavy, da Bodebrown.

A curitibana Bodebrown, comandada por Samuel Cavalcanti, foi um dos destaques do evento. Além do terceiro lugar na preferência do público, ganhou uma medalha de platina, com sua Monfort Rye IPA, uma de ouro, com a Hoptoberfest Equinox e teve, de longe, o estande mais disputado do evento.

Três cervejarias conquistaram duas medalhas de ouro: Baden Baden (Weiss e Chocolate), Mistura Clássica (Vertigem IPA e Beatus) e Tupiniquim (Saison de Caju e Grande Encontro).

Quadro de medalhas

PLATINA

- 3 Cariocas IPA Nema

Session IPA

- Bodebrown Monfort Rye IPA

IPA com centeio

OURO

- Bastards Piná a Vivá (american india pale lager)

- Baden Baden Weiss

- Baden Baden Chocolate

- Bodebrown

- Hoptoberfest Equinox

- Dama Bier 2014

- Eisenbahn: Lust

- Invicta Imperial Stout

- Mistura Clássica

- Vertigem IPA

- Mistura Clássica

- Beatus Tripel

- Penedon Casa de Pedra (strong ale maturada em carvalho)

- Tupiniquim Grande

- Encontro (quadrupel)

- Tupiniquim Saison de Caju

- Wäls Dubbel

- Weird Barrel Naught Grog Black IPA

IPAS LEVES

Depois de provar o maior número de lançamentos possível, Raphael Rodrigues escolheu os dois mais memoráveis do Mondial. Pode ser influência do calor do Rio, mas foram duas sessions IPAs.

SUMMER IPA

Cervejarias: Bodebrown/Doppio Malto

Origem: Curitiba/Itália

Fruto da parceria da Bodebrown com a italiana Doppio Malto, é uma cerveja seca, dourada, refrescante e com um amargor presente que permanece no aftertaste. Corpo leve e muito fresca. Tem 4,3% de teor alcoólico.

IPA NEMA

Cervejaria: 3 Cariocas

Origem: Rio

A session IPA combina muito com o clima carioca. As sessions são cervejas com baixo teor alcoólico para facilitar a drinkability. A IPA Nema tem 4,8%, corpo leve, refrescante, fácil de tomar e com amargor moderado, mas que fica na boca.

Ficou com água na boca?