Paladar

Bebida

Bebida

Garrafa de uísque é vendida por US$ 1,1 milhão

Single malt de 60 anos atingiu preço recorde em um leilão na Escócia

10 outubro 2018 | 13:28 por Anna Schaverien

The New York Times

Na Escócia, pode-se comprar um castelo do século 16 por pouco mais de US$ 1 milhão. Na última quarta-feira (3), porém, alguém pagou quantia semelhante, US$ 1,1 milhão, por uma garrafa de 750 ml de uísque, descrito como “o Santo Graal” do single malt.

O uísque de 60 anos Macallan Valerio Adami 1926 é “um dos mais raros e cobiçados já produzidos”, segundo um especialista da Bonhams, a casa de leilões da Escócia que fez a venda. O preço pago inclui o lance de US$ 919 mil mais a comissão do leiloeiro, de US$ 194 mil. 

Macallan Valerio Adami, uísque single malt de 60 anos, é "um dos mais raros e cobiçados já produzidos", diz especialista. 

Macallan Valerio Adami, uísque single malt de 60 anos, é "um dos mais raros e cobiçados já produzidos", diz especialista.  Foto: Russell Cheyne/Reuters

Não foi revelada a identidade do comprador, mas um porta-voz da Bonhams revelou que a pessoa é da Ásia e deu o lance por telefone. 

A garrafa foi posta à venda em Edimburgo. Exibida numa caixa de vidro especialmente desenhada para ela, a indiscutível personalidade escocesa do uísque estava evidente. 

O  altíssimo valor alcançado pela garrafa, no entanto, deve-se em parte a um pintor italiano. A destilaria escocesa Macallan encarregou o artista pop Valerio Adame de desenhar o rótulo do uísque, que foi engarrafado em 1986. 

O leilão ocorreu na casa Bonhams, na Escócia. O lance vencedor veio da Ásia, por telefone. 

O leilão ocorreu na casa Bonhams, na Escócia. O lance vencedor veio da Ásia, por telefone.  Foto: Russell Cheyne/Reuters

Outro critério do valor desse uísque é sua raridade. Foram produzidas apenas 24 garrafas do single malt – 12 com o rótulo de Adami e 12 com o de outro artista pop, o inglês Peter Blake – e ninguém sabe exatamente quantas ainda restam. 

Acredita-se que uma das garrafas com o inconfundível rótulo branco e preto de Adami foi destruída em um terremoto no Japão, em 2011. Pelo menos uma outra teria sido aberta e bebida. 

Surge então a inevitável pergunta: que sabor tem um uísque de US$ 1 milhão? Para um especialista, o sabor do Macallan Valerio Adami 1926 pode não corresponder a seu preço salgado. “Quando eu o degustei, o uísque era bastante intenso, seco, com toques de fruta seca e uma ponta de especiarias quentes”, disse David Robertson, que foi mestre destilador na Macallan de meados dos anos 1990 a meados dos 2000.

O rótulo do uísque foi feito pelo artista pop italiano Valerio Adame. 

O rótulo do uísque foi feito pelo artista pop italiano Valerio Adame.  Foto: Russell Cheyne/Reuters

“Mas desgustei inúmeros outros uísques através dos anos e,  em minha modesta opinião, vários eram melhores que esse.” “Seria ótimo que o comprador abrisse a garrafa”, acrescentou Robertson. “Afinal, uísques são feitos para serem bebidos. Mas abrir uma garrafa de uísque que custou US$ 1 milhão é mesmo um grande dilema.”

É a segunda vez este ano que uma garrafa de uísque atinge um preço recorde. Em maio, um outro Macallan Valerio Adami 1926 foi vendido também por US$ 1,1 milhão na filial da Bonhams de Hong Kong.

/ TRADUÇÃO DE ROBERTO MUNIZ   

Ficou com água na boca?