Paladar

Bebida

Bebida

Iogurte e sorvete – se possível, pedalando

Laticínios orgânicos são feitos e vendidos numa lojinha da V. N. Conceição, e o bicicletário anexo sugere ir de bike

19 dezembro 2012 | 23:00 por joseorenstein

Um laticínio no meio da cidade, nos moldes gringos de oferecer de forma ambiciosamente despretensiosa produtos orgânicos, sustentáveis, elaborados com ingredientes de verdade. É a Delicari, nova investida do grupo Mie, responsável pela linha Retratos do Gosto (que, neste ano, em parceria com Alex Atala, lançou uma granola e um miniarroz de pequenos produtores). Iogurtes e sorvetes feitos numa casa na Vila Nova Conceição são vendidos ali mesmo, em um lojinha no quintal, desde domingo, 16. “Alimentos feitos com tempo”, diz o slogan da marca, que está fazendo testes para produzir em breve também manteiga, iogurte grego e mascarpone.

Loja de bairro. Delicari tem 6 sabores de iogurte e 6 de sorvete. FOTOS: Felipe Rau/Estadão

Tanto o iogurte como o sorvete da Delicari são feitos com leite da marca Leitíssimo, tirado em uma fazenda no sudoeste da Bahia. Craig Bell, neozelandês no Brasil desde 1997, é sócio da Leitíssimo e, depois de convite, café e conversa com o pessoal da Mie, se tornou sócio da Delicari.

A ideia, no início, é ser mesmo um comércio de bairro. Os produtos ainda não têm o certificado para serem vendidos noutros mercados. Uma bicicleta está a postos para entregas na região. E um bicicletário na loja serve de estímulo para os vizinhos chegarem e saírem de lá pedalando. “A loja nos fundos da casa é um convite para a pessoa sair um pouco da cidade, perceber que está entrando num negócio diferente”, diz Gustavo Succi, sócio da Mie ao lado de Gabriela Borges e Maurício Amaro. Além da cozinha industrial que produz os iogurtes e sorvetes, a sede da empresa do trio também está instalada na casa recém-reformada. Os sócios da Mie e Bell apostaram alto na Delicari: foi investido R$ 1,5 milhão no negócio.

No potinho. Com baunilha de Tonga e caramelo de Bali.

São sete os sabores do iogurte: baunilha (de verdade, que vem de Tonga, uma ilha do Pacífico), morango, caramelo de Bali (com açúcar da palmeira de coco da Indonésia), blueberry, damasco, mel e framboesa. São vendidos em uns potinhos pretos de 170g, com preços entre R$ 3,60 e R$ 4. Também os sorvetes vêm, por enquanto, em nove sabores: baunilha, caramelo (feito com o mesmo açúcar do iogurte), cacau, figo com mel, morango, latte, damasco, framboesa com chocolate branco e blueberry – com preços R$ 38 e R$ 42 por pote de 1,5 litro. Segundo os donos da Delicari, o projeto é fazer também sorvetes sazonais, com sabores de frutas da época.

Além dos produtos de fabricação própria, a Delicari vende a granola da Retratos do Gosto (criada pela chef Helô Bacellar e por Diego Badaró, dos chocolates Amma – também à venda na loja), pães de queijo congelados do Lá da Venda, de Helô, refrigerante de guaraná orgânico Wewí e alguns tipos de queijo, como o Grana de um produtor gaúcho.

SERVIÇO – DELICARI

R. Lourenço de Almeida, 819, Vl.Nova Conceição

Tel.: 3044-2624

Funcionamento: 10h/19h (sáb., 9h/16h. Fecha dom.)

Cc.: todos

>> Veja todos os textos publicados na edição de 20/12/12 do ‘Paladar’

Ficou com água na boca?