Paladar

Bebida

Bebida

Mistura de cerveja e saquê, Koi é feito em SP e lembra espumante

Lançada no fim de 2017, marca mistura saquê japonês ao tanque de produção de cerveja witbier, resultando numa bebida que lembra espumante

13 junho 2018 | 18:30 por Ana Paula Boni

Uma mistura de saquê com cerveja resultou na Koi, bebida produzida no interior de São Paulo e lançada na capital no fim do ano passado. Feita a partir da fabricação de cerveja com adição de saquê japonês, a Koi primeiro foi vendida alguns meses com exclusividade no Jun Sakamoto e agora é encontrada em outras casas japonesas da cidade, como Junji, Kinoshita e Kosushi, além do restaurante espanhol Don Curro e da Casa Santa Luzia (R$ 120).

Saquê + ceveja

Saquê + ceveja Foto: JF Diório|Estadão

A produção começa com o processo de uma witbier, cerveja de trigo que leva casca de laranja e coentro. No caso da Koi, é adicionado também limão yuzu. Depois, a cerveja recebe cerca de 30% de saquê japonês e vai para a garrafa, onde continua fermentando, como no método champenoise. O resultado é uma bebida de carbonatação fina, que lembra espumante (sem a espuma densa da cerveja). Na boca, remete mais à suavidade do saquê do que ao amargor da cerveja, com leve acidez.

A ideia de Fábio de La Pietra e de seu sócio, Alexandre Fernandes Marques, levou em conta a harmonização da bebida com a culinária japonesa, para a qual eles acham pesado cerveja comum. “Trabalhei 13 anos com empresa japonesa, viajei para o Japão e passei a observar as pessoas comendo sushi e sashimi com cerveja”, diz Fábio. “Mas acho que cerveja tem amargor muito intenso para a delicadeza dos peixes.”

Ficou com água na boca?

No mercado brasileiro, pelo menos uma outra marca faz a mesma brincadeira de misturar saquê a cerveja, a curitibana Sakeja. Lançada em 2016, chegou à capital paulista no fim do ano passado e pode ser encontrada em izakayas como o Bueno, na região da Paulista (R$ 22). 

Segundo Alisson Grassi, a bebida começa com o processo de uma cerveja de baixa fermentação (ale), não necessariamente uma witbier, e sem continuar fermentando na garrafa. O resultado está mais para uma cerveja do que para um saquê, com espuma um pouco mais densa.

SERVIÇO

Jun Sakamoto

R. Lisboa, 55, Pinheiros, tel. 3088-6019

Casa Santa Luzia

Al. Lorena, 1.471, Jardins, tel. 3897-5000

Bueno Izakaya

Al. Santos, 835, Cerqueira César, tel. 2386-8035

Ficou com água na boca?