Paladar

Bebida

Bebida

Nova vinícola usa cor de joalheria para pegar público jovem

Verde Tiffany’s estampa rótulos dos vinhos e espumantes da casa gaúcha

04 maio 2016 | 19:39 por Isabelle Moreira Lima

O pai do empresário de móveis Noemir Capoani, dono da D’Itália, cultivou uvas a vida toda, abastecendo grandes empresas do Vale dos Vinhedos. Há seis anos, Noemir percebeu que era a hora de realizar o sonho de vinificar. Montou uma equipe de enologia liderada pelo jovem Tiago Tonini e, com seu filho Wiliam, criou a Capoani, cujos vinhos chegam neste mês ao mercado.

De seus 13 hectares plantados (no total são 45), saem dois espumantes, seu principal foco, feitos de 100% Chardonnay (um brut e um nature), e quatro vinhos tranquilos: um Gamay, um Merlot, um Tannat e um corte de Merlot e Tannat. Os preços vão de R$ 76 a R$ 155. No futuro, pode-se esperar pelo menos mais dois tranquilos: um Chardonnay e um Pinot Noir.

A linha de espumantes Nature da estreante Capoani

A linha de espumantes Nature da estreante Capoani Foto: Divulgação

De cara, os rótulos chamam atenção por usarem uma cor pouco usual no mundo dos vinhos, mas emblemática para o mercado de luxo, o verde Tiffany’s. A intenção de Capoani é atingir os jovens. “No exterior, a gente vê moças tomando vinho de tarde, num restaurante com mesa na calçada. Queremos ter isso por aqui”, diz.

 

Serviço 

www.vinhedoscapoani.com.br

Ficou com água na boca?