Paladar

Bebida

Bebida

Onde beber bons negronis no Brasil e no mundo

Para provar versões clássicas ou inventivas, conheça endereços que bares que preparam o drinque com capricho

27 de fevereiro de 2019 | 22:18 por Gilberto Amendola, O Estado de S.Paulo

Apesar da complexidade no sabor, o negroni é um drinque democrático. Não é difícil reproduzir a receita e os ingredientes são fáceis de encontrar - ele é resultado do encontro de três partes iguais de gim, vermute tinto e Campari.

Mesmo extremamente simples, o coquetel merece ser feito com bons ingredientes e cuidado no preparo. No centenário deste ícone da coquetelaria, confira endereços certeiros para bebericar receitas clássicas ou variações autorais.

O negroni do Apothek, um dos bons endereços de coquetelaria em São Paulo

O negroni do Apothek, um dos bons endereços de coquetelaria em São Paulo Foto: Codo Meletti|Estadão

Em São Paulo

● Subastor (R. Delfina, 163, Vila Madalena)

● Apothek (R. Oscar Freire, 2221, Pinheiros)

● Boca de Ouro (R. Cônego Eugênio Leite, 1121, Pinheiros)

● Frank Bar (Maksoud Plaza Hotel - R. São Carlos do Pinhal, 424)

● Guarita (R. Simão Álvares, 952, Pinheiros)

● Guilhotina R. Costa Carvalho, 84, Pinheiros)

● H. Gin (R. Min. Gastão Mesquita, 586, Vila Pompeia)

● Jiquitaia (R. Antônio Carlos, 268, Consolação)

● Riviera (Av. Paulista, 2584, Consolação)

● Sylvester Bar (R. Maria Carolina, 745, Jardim Paulistano)

● Tan Tan (R. Fradique Coutinho, 153, Pinheiros)

Em Nova York

● Dante (79-81 Macdougal Street)

Em Londres

Bar Termini (7 Old Compton St, Soho)

Em Toronto

● Bar Raval (505 College St)

Em Buenos Aires

● Floreria Atlántico (Arroyo 872)

Em Santiago

● Siete Negronis (Mallinkrodt 180, Providencia)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?