Paladar

Bebida

Bebida

Só de birra

Heloisa Lupinacci

Passatempo cervejeiro para o carnaval

Vai ficar de fora da folia? A dica é aproveitar os dias de folga para experimentar novos estilos e aumentar seu repertório cervejeiro

19 de fevereiro de 2020 | 20:00 por Heloisa Lupinacci, O Estado de S.Paulo

Se, como eu, você pretende passar os próximos dias em casa, tenho uma sugestão de passatempo cervejeiro: check de estilos cervejeiros. É muito comum se acomodar nas cervejas de que gosta e deixar de experimentar outros estilos. O BJCP, guia que serve como parâmetro para julgar amostras em competições, lista mais de 100 estilos.

É chato gastar um dinheirão em uma cerveja e não gostar muito? É. Mas o único jeito de ganhar repertório cervejeiro é experimentando.

Para ganhar repertório cervejeiro, só experimentando

Para ganhar repertório cervejeiro, só experimentando Foto: Fernando Sciarra/Estadão

Tem um meme engraçado que fala assim: tantos conflitos por causa das especiarias nas grandes navegações e você aí usando sazon. A versão cervejeira desse pensamento é: tanto empenho dos pioneiros da revolução cervejeira para resgatar estilos desaparecidos e você aí tomando só IPA.

Aproveite os dias de folga, reúna os amigos e combine uma confraria com estilos que vocês nunca tomaram. Um traz uma saison (saison, não sazon!), um traz uma kölsch, um traz uma porter. Em mais gente a brincadeira fica mais legal por dois motivos: sai mais barato e aumentam as chances de ao menos uma pessoa gostar da cerveja e não achar que foi dinheiro jogado fora.

Claro que melhora ainda mais se cada um der aquela estudada no estilo que ficou encarregado de trazer e apresentar, como nos seminários de escola. Mas se sua turma não for assim tão nerd, basta alguém abrir o BJCP (tem app, busque por BJCP) no celular na hora mesmo para ter uma ideia do que vocês vão beber. Eu vou de altbier.

Oceânica Crispy Flow

R$ 9,90 (355 ml, no clubedomalte.com.br)

Altbier é um estilo clássico da escola alemã. É uma cerveja amarga e limpa, que deve ter cor entre âmbar e avermelhada. "O amargor é equilibrado pelo dulçor do malte, mas a intensidade e caráter do malte pode variar, e o amargor acompanha essa intensidade", descreve o BJCP no trecho dedicado ao estilo.

Cerveja Oceânica Crispy Flow

Cerveja Oceânica Crispy Flow Foto: Clube do Malte

A alt da cerveja niteroiense é supelimpa e leve (5% de teor alcoólico), tem a cor bonita das alts (castanho-avermelhado) e a presença de lúpulo austera e elegante das cervejas alemãs. Mas não se engane: é uma cerveja divertida, com uma textura incrível, que parece que pinica a língua – difícil de descrever e o termo em inglês (crispy) é difícil de traduzir (Crocante? Crispado?)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?

Tendências