Paladar

Bebida

Bebida

Perfumadas e fáceis de beber, cervejas wit são alternativa às lagers no verão

A clássica receita belga de cerveja de trigo leva semente de coentro e casca de laranja. Há bons rótulos com bons preços nos grandes supermercados

16 de janeiro de 2019 | 20:51 por Heloisa Lupinacci, O Estado de S.Paulo

Pode ser que a Jenifer do Tinder seja o hit do verão, pode ser que não. Só vai dar para saber quando o Carnaval chegar. E ainda faltam 46 dias. O fato é que ao longo desse mais de um mês (e durante a maior festa do ano), você provavelmente vai querer beber cerveja leve, refrescante e fácil. Dá-lhe lager clara de baixo teor alcoólico (para mim, a escolha por lagers claras convencionais é uma questão de saúde e orçamento, nesses tempos de calor e festa). Mas para variar e colocar mais sabores nessa história, vá de witbier. A clássica receita belga de cerveja de trigo que leva semente de coentro e casca de laranja é um solzinho de beber.

 

  Foto: Danish Siddiqui|REUTERS

Além de ser companhia ideal para tardes de sol, as wit acertam em cheio os bebedores que não curtem amargor. Muita gente prova a mais leve das session IPA e implica com o sabor. Não se apresse em colar o rótulo da falta de conhecimento ou paladar destreinado: pode ser questão de gosto mesmo. 

+Não é só a Borgonha que produz bons vinhos de Pinot Noir: tire a prova

+Restaurante Ânima Mea recebe os chefs Onildo Rocha e Tássia Magalhães

Perfumadas e fáceis de beber, as wit têm mais uma grande vantagem: há bons rótulos disponíveis, com bons preços, nas prateleiras dos supermercados – e não estou falando das duas wits mais famosas do mundo, a Hoegaarden e a Vedett, ambas deliciosas e disponíveis em grandes redes...

PRAYA

Preço: R$ 25 

(600 ml, no extra.com.br)

A melhor Praya que você vai tomar está esperando por você em uma geladeira qualquer no Rio de Janeiro. A wit que virou hit nasceu carioca e realmente combina demais com a cidade. É superleve, fresca e com final seco (o que ajuda bem na drinkability). Evapora do copo.

 

  Foto: Praya

WÄLS BELGIAN WITTE

Preço: R$ 9,90 

(375 ml, no emporiodacerveja.com.br)

A mineira Wäls é, em sua origem, uma cervejaria que segue a escola belga. (Não é à toa que uma de suas melhores cervejas é uma premiadíssima dubbel.) A Belgian Witte é uma bela cerveja. Tem leve dulçor e bom equilíbrio entre as notas cítricas e fenólicas. Para ter na geladeira. 

 

  Foto: Wals

HEMMER ANGELA

Preço: R$ 9,99 

(500 ml, na beer4u.com.br)

A marca de mostarda do interior de Santa Catarina tem também uma linha de cervejas – inclusive boas. A wit é correta, com destaque maior às notas de especiarias, puxadas pela semente de coentro. Boa para combinar com uma bistequinha de porco no almoço do fim de semana.

 

  Foto: Hemmer

THEREZÓPOLIS WITBIER

Preço: R$ 15 

(600 ml, no carrefour.com.br)

Os rótulos da Therezópolis são um porto seguro para quem só consegue comprar cerveja no supermercado. 

A cervejaria de região serrana do Rio tem boas receitas para o dia a dia 

(a IPA, a bock e a dunkel, por exemplo). Com a wit não é diferente. 

É leve, correta e agradável.

 

  Foto: Therezópolis

Ficou com água na boca?