Paladar

Bebida

Bebida

Praças e calçadas tomadas por taça são ponto alto do Festival de Tiradentes

Fui a Tiradentes para o Festival de Cultura e Gastronomia no fim de semana passado (para conduzir uma degustação de cervejas, quem foi, foi; quem não foi, perdeu). E de todas as coisas legais que estavam acontecendo lá (aulas, oficinas, degustações, jantares), a mais intrigante era a quantidade de pessoas carregando garrafas de vinho e taças meio cheia enquanto caminhavam pela cidade.

28 agosto 2014 | 18:01 por heloisalupinacci

Vinho sem frescura é a coisa mais legal do festival de Tiradentes. FOTO: Nilton Fukuda/Estadão

Como um copo meio cheio me faz brilhar os olhos, fui rastreando a origem daqueles felizes bebedores de vinho até chegar ao Largo dos Chefs, a praça onde fica a tenda principal do festival.

Ficou com água na boca?

E lá achei a fonte de Baco. Uma lojinha pop-up montada pela rede de supermercados Verdemar. Um pouco maior do que uma vaga para carro, a loja tem três paredes recobertas de garrafas de vinho, com preços a partir de R$ 25. Em uma dessas estantes, um nicho com taças de vidro a R$ 13 cada. Com R$ 38, saí de lá com um tinto chileno e uma taça para, logo na porta da loja, entregar a garrafa para que uma atendente sacasse a rolha.

Aí sim, garrafa e taça na mão, é só parar em uma praça, alpendre, mureta ou sarjeta, e ficar bebericando seu vinho, do melhor jeito que existe, sem nenhum rapapé.

O festival continua neste fim de semana, vai até domingo. A programação está no site.

Ficou com água na boca?