Paladar

Bebida

Bebida

Só de birra

Heloisa Lupinacci

Purpurina, confete e cervejinha

Para encarar a maratona do carnaval a cerveja é a melhor escolha, a dica é ir nas de sempre, deixe as artesanais para outra hora. Veja dica de rótulo que combina com a folia

30 de janeiro de 2020 | 17:00 por Heloisa Lupinacci, O Estado de S.Paulo

Não sei se já dá para cravar que é oficial, mas no calendário paulistano o aniversário da cidade, comemorado no último dia 25, emenda com o carnaval. Não me parece que é ponto facultativo: o índice de purpurina por milímetro cúbico já está na categoria blocos na rua.

Temos diante de nós vinte e oito dias de carnaval. É bastante tempo.

Antigamente, lá pelos idos de 2001, quando a festa durava só uma semana, dava até para se dar ao luxo de não prestar atenção em quesitos básicos, como harmonia do que está do copo e evolução da saúde ao longo da festa. Com quase um mês de rotina foliã, com tantas fotos para postar no stories, é bom ficar atento ao que você vai beber nas próximas quatro semanas.

No carnaval, a dica é não inventar, vá nas cervejas de sempre

No carnaval, a dica é não inventar, vá nas cervejas de sempre Foto: Fernando Sciarra|Estadão

Não vou citar nomes – só nomeio marcas de cerveja – mas cachaça na garrafinha pet e aquele vinho "temperado" que rima com tomada, goiabada e capixaba não funcionam no longo prazo.

Sério: o primeiro tem 39% de teor alcoólico; e o segundo, 16 (e é enjoativo para caramba – não estou nem falando da versão piña colada, porque afinal é preciso ter limites!). A cerveja convencional tem 4,5%! Para encarar essa maratona, é a melhor escolha. 

Como representante da velha guarda, sei bem que o banheiro pode ser um desafio. Mas nada que uma dose extra de simpatia (para pedir a chave do toilete no posto ou no boteco) e previdência (apareceu um banheiro químico mas a vontade não é muita, vá mesmo assim) não resolvam. 

Na boa, não vou nem puxar a brasa pra sardinha da cerveja artesanal… Uma vez fiz o teste, levei mochila térmica com cerveja boa para dançar bloco na rua, o resultado foi bebida quente e dor nas costas. Vá nas de sempre, compre nos ambulantes, lembre de também beber água e não perca de perspectiva que a festa é longa, são 28 dias, não vá queimar a largada!

Colorado Ribeirão Lager

R$ 6,90 (410 ml, no emporiodacerveja.com.br)

Todo bloco tem seu esquenta e o pulo do gato é não ir com muita sede ao pote. Fácil de achar no supermercado (a preços até mais baixos), a Colorado Ribeirão Lager é uma light lager com adição de laranja, bem refrescante, bem fácil de beber, com uma textura agradável e um clima supersolar. É a cara do carnaval.

Colorado Ribeirão Lager

Colorado Ribeirão Lager Foto: Colorado

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?

Tendências