Paladar

Bebida

Bebida

Saca essa rolha

Isabelle Moreira Lima

Seis vinhos que vão bem com cassoulet, tradicional prato francês

A receita francesa que combina feijão branco com carnes variadas pede vinhos encorpados com boa presença de acidez e taninos para equilibrar a gordura

22 agosto 2018 | 19:44 por Isabelle Moreira Lima

Deveria ser instituído o dia anual do cassoulet, clássico dos clássicos da cozinha francesa, com a obrigatoriedade de sua degustação, pelo menos uma vez, durante o inverno. 

Natural da região do Languedoc-Roussillon, este prato de camponeses reúne em uma panela de barro (a cassole, de onde vem o nome) feijão branco, tomates, ervas e carnes variadas (que podem ser confit de pato, costelas suínas, barriga de porco e diferentes linguiças, a depender da região). 

Clássico. Cassoulet do Bistrot de Paris chega à mesa na cumbuca com boa escolta

Clássico. Cassoulet do Bistrot de Paris chega à mesa na cumbuca com boa escolta Foto: Tadeu Brunelli

Os termômetros marcavam 14°C no dia em que provamos o delicioso cassoulet do Bistrot de Paris, do chef Alain Poletto – a versão de Toulouse, com confit de pato e barriga de porco (veja receita aqui). Segundo os participantes deste painel, os diretores da ABS São Paulo Guilherme Velloso e Mário Telles Jr., trata-se de um preparo “civilizado” com menos gordura.

O prato pede vinhos encorpados, com boa presença de taninos e acidez para equilibrar a gordura. E oferece certa dificuldade, uma vez que tem muitos ingredientes distintos. Velloso elegeu os vinhos. Disse que automaticamente pensou na Carignan e na Tannat. Esta última, conhecida pela adstringência, foi a campeã.

 

Ficou com água na boca?