Paladar

Bebida

Bebida

Sommelier de cachaças faz 5ª Cachaçada na Quebrada neste domingo

Egresso do Mocotó, Leandro Batista criou a bike Umas e Outras para vender coquetéis a R$ 10 numa praça da zona norte e no projeto Cachaçada na Quebrada, cuja quinta edição é neste domingo (28) na Vila Maria

24 fevereiro 2016 | 15:38 por Ana Paula Boni

Desde que montou sua bike para vender caipirinhas, em meados do ano passado, o sommelier de cachaças Leandro Batista não deixou escapar oportunidade para promover a cachaça e a caipirinha, produtos nacionalíssimos, a baixo custo em bairros da periferia, “onde as pessoas não têm acesso a coisas de qualidade como do outro lado da cidade”.

Foi assim que criou o projeto Cachaçada na Quebrada, quando, aos domingos, sem periodicidade fixa, estaciona sua bike Umas e Outras em frente ao bar de algum amigo e vende seus drinques. A primeira edição foi em outubro, no Bar do Tito, na Vila Medeiros, zona norte. Ao seu lado, um amigo cozinheiro fazia sanduíches de pernil também na calçada.

O sommelier de cachaças Leandro Batista e sua bike de caipirinhas Umas e Outras

O sommelier de cachaças Leandro Batista e sua bike de caipirinhas Umas e Outras Foto: Gabriela Biló|Estadão

A ideia, defende Leandro, é oferecer mais opções de comes e bebes aos clientes do bar, que ainda fica com uma porcentagem das vendas de Leandro. Se ele normalmente vende a caipirinha a R$ 10 durante a semana com a bike, nesse projeto ele vende a R$ 12 e repassa R$ 2 ao bar - assim, todo mundo se ajuda.

Com a expertise que adquiriu trabalhando nove anos no Mocotó, onde começou como garçom e se especializou em cachaças, ele consegue parcerias com marcas de todo o País. Recebe algumas garrafas de bebidas que considera de boa qualidade, consegue vender as caipiras a baixo custo para a comunidade e, de quebra, divulga o trabalho das cachaçarias para ajudar a alavancar o setor.

“A ideia de tudo isso é levar produtos de boa qualidade para a periferia com preço bom”, diz ele, que fará o próximo Cachaçada na Quebrada, em sua quinta edição, neste domingo (28) no boteco Cantinho da Vila, na Vila Maria, também na zona norte. 

Na bike Umas e Outras, Leandro prepara caipirinhas nos sabores dois limões com rapadura, seriguela com caju, três uvas com manjericão, abacaxi com capim-santo e frutas amarelas (carambola, maracujá, mexerica e abacaxi).

Seu amigo Mayco Silva, cozinheiro do restaurante Barnabé, fará arroz de braga e galinhada numa paellera na calçada, ao som do samba de raiz que rola no boteco.

Na bike, Leandro prepara caipiras de frutas amarelas (maracujá, carambola, mexerica e abacaxi), três limões com rapadura e outras tantas

Na bike, Leandro prepara caipiras de frutas amarelas (maracujá, carambola, mexerica e abacaxi), três limões com rapadura e outras tantas Foto: Gabriela Biló|Estadão

Vem aí. Além de dar expediente na praça Carlos Koseritz, na Vila Sabrina, de segunda a sábado à noite, onde vende caipirinhas a R$ 10, Leandro se prepara para colocar na rua uma Fiorino que vai fazer uma espécie de delivery de cachaça pelos bairros vizinhos: Vila Maria, Jardim Brasil, Vila Medeiros.

Adesivou o carro com o nome da bike e engatou um megafone para reproduzir a vinheta que tem como fundo a música “Marvada Pinga”, de Inezita Barroso. A ideia é passar pelas ruas devagarinho, aos sábados à tarde, para que os moradores cheguem perto e peçam a sua caipirinha. Como um carrinho de pamonha, que percorre várias ruas e ainda resiste em bairros mais afastados do centro.

+ LEIA MAIS:

Praça na zona norte é revitalizada com bikes de comes e bebes

Em breve, quer expandir a frota, estacionar ao lado de campos de várzea da vizinhança e atender pedidos no bairro via WhatsApp. Sempre com a ajuda de gente treinada para preparar os coquetéis como o amigo Ivanildo de Jesus Omar, que já dá expediente ao seu lado na praça da Vila Sabrina. “Depois que a receita já foi criada, preparar a caipirinha é a parte mais fácil. Quero que ele saiba vender o mundo da cachaça”, diz Leandro. “Não estou vendendo uma caipirinha gostosa, mas uma experiência com excelência, como sempre disse Rodrigo Oliveira.”

 

SERVIÇO - CACHAÇADA NA QUEBRADA

Endereço: Rua Newton Braga, 135, Vila Maria, zona norte.

Quando: Domingo (28), 13h/17h.

 

Ficou com água na boca?