Paladar

Bebida

Bebida

Sueco é o melhor sommelier do mundo

Arvid Rosengren, de 31 anos, seguia carreira de engenheiro de nanotecnologia quando decidiu mergulhar no mundo dos vinhos; entre os 60 candidatos, brasileiro ficou em 21º

20 abril 2016 | 17:57 por Isabelle Moreira Lima

Se for ao restaurante Charlie Bird, em Nova York, fique atento: é capaz de você ser atendido pelo melhor sommelier do mundo. O sueco Arvid Rosengren levou o título nesta semana, em concurso realizado em Mendoza, na Argentina - entre os 61 candidatos também estava Diego Arrebola, campeão brasileiro pela ABS, que representou o País no mundial de Mendoza, na Argentina.

Arvid Rosengren, de 31 anos, foi eleito o melhor sommelier de vinhos do mundo.

Arvid Rosengren, de 31 anos, foi eleito o melhor sommelier de vinhos do mundo. Foto: Divulgação

Aos 31 anos, Rosengren largou a carreira de engenheiro de nanotecnologia para mergulhar nos vinhos. Trabalhou na Suécia, na Inglaterra e na Dinamarca, antes de mudar-se para os Estados Unidos, onde também mantém uma consultoria com dois sócios.

Já havia competido pelo título e foi eleito o melhor sommelier da Europa em 2013. Neste ano, enfrentou uma prova de três horas, com teoria, prática e degustação às cegas no concurso realizado pela ASI (Association de la Somellerie Internationale) a cada três anos.

+ LEIA MAIS

Sommelier brasileiro se prepara para campeonato mundial

Diego Arrebola indica rótulos de bom custo-benefício

Arrebola, que chegou nesta quarta (20) de Mendoza, ficou em 21º lugar, uma posição na frente do que tinha conseguido em 2012 e vencendo candidatos de países com tradição, como Alemanha e Itália. Para ele, o nível da prova não mudou muito, era extensa e difícil como da outra vez, mas os candidatos estavam bem mais preparados. 

Apesar do cansaço, ele diz que os estudos não param. Agora, vai se preparar para o terceiro e penúltimo nível da Court of Masters Sommelier e para o concurso mundial de 2019. "Será uma preparação a longo prazo. A prova teórica mostrou que preciso mudar minha metodologia de estudo", afirma.

Ficou com água na boca?