Paladar

Bebida

Bebida

Tem lúpulo no quebra-gelo

Por Robert Simonson

13 fevereiro 2013 | 20:55 por redacaopaladar

The New York Times

O lúpulo, planta que dá à cerveja aquele toque amargo e grande parte de seu aroma, vem sendo adotado por destilarias americanas como o condimento predominante em destilados.

Submarino. A vodca Hophead vai direto na cerveja. FOTO:  Jim Wilson/NYT

 Charbay, vinícola e destilaria de Napa Valley, vem produzindo uísques à base de lúpulo; como ela, outras destilarias produzem não só uísque, mas vodca e gim com lúpulo.

Em destilaria, onde cada novo aroma desafia vertiginosamente a ortodoxia vigente, casar um destilado com lúpulo não é tão ilógico como parece. O uísque surgiu de uma mistura, como a cerveja, de grãos de malte e água, chamada “wash” (mosto fermentado).

Marko Karakasevic, mestre destilador da Charbay, sabia que o uísque é destilado à partir da cerveja. Um dia ele se perguntou por que, em lugar de usar o mosto fermentado, que é quase impossível beber, não destilar uma cerveja inteiramente tradicional. Hoje, o Ward III, um bar em TriBeCa, serve o “S” Hop Flavored Whiskey, da Charbay, um destilado da Big Black Bear Stout da Bear Republic. “Para mim, a experiência redefiniu o uísque”, disse Michael J. Neff, um dos proprietários do bar. “Ele não tem mais o sabor tradicional e a viscosidade e o gosto que se sente na boca são incríveis.”

Ao contrário do uísque, vodca e lúpulo não têm conexão natural. Mas David King, presidente da Anchor Distilling Company, pediu ao mestre cervejeiro da empresa, Mark Carpenter, para tentar um novo destilado com lúpulo. As primeiras experiências foram “repugnantes, como couve-de-bruxelas excessivamente cozida”. Finalmente chegou-se a um resultado de que ele gostou, enviando dois tipos de lúpulo diretamente para o alambique.

Segundo Lew Bryson, editor da revista Whisky Advocate, os amantes de cerveja podem se tornar os principais apreciadores das bebidas destiladas com lúpulo.

Historicamente, lúpulo e destilados não são totalmente estranhos. O novo gim da New York Distilling Company, o Chief Gowanus, é baseado numa receita de 1809 que exigia apenas zimbro e lúpulo como aromatizantes.

Esses novos destilados parecem combinar bem com cerveja. David King recomenda esvaziar uma dose de Hophead, uma vodca de lúpulo, num copo de cerveja também bem puxada no lúpulo.

>>Veja todas as notícias da edição do Paladar de 14/2/2013

Ficou com água na boca?