Paladar

Bebida

Bebida

Saca essa rolha

Isabelle Moreira Lima

Três vinhos de Susana Esteban, a enóloga-garimpeira de vinhas velhas portuguesas

Espanhola que sempre trabalhou em Portugal faz vinhos frescos e elegantes no Alentejo, um perfil incomum para a região

19 abril 2017 | 20:41 por Isabelle Moreira Lima

Espanhola da Galícia, a enóloga Susana Esteban só fez vinhos em Portugal, primeiro no Douro, agora no Alentejo. Lá, além de prestar consultoria a quatro vinícolas, comanda o projeto pessoal que carrega seu nome e que “garimpa” vinhas velhas para fazer vinhos tão elegantes que fogem do perfil de opulência alentejano.

De passagem por São Paulo, conta que lançará no fim do ano um 100% Castelão que passa fácil por um Pinot Noir da Borgonha, elaborado com Dirk Niepoort; e um vinho branco envelhecido em ânforas de argila branca da Catalunha feito com o enólogo Elogio Pomares, de Rías Baixas. Veja três vinhos de Susana Esteban, que já estão no mercado. (No Brasil, são importados pela Adega Alentejana.)

A enóloga espanhola Susana Esteban, que hoje faz vinhos autorais no Alentejo.

A enóloga espanhola Susana Esteban, que hoje faz vinhos autorais no Alentejo. Foto: Susana Esteban|Divulgação

 

Aventura 2013 

Feito com Aragonês (40%), Touriga Nacional (40%) e castas tradicionais de vinhas velhas Portalegre, no centro do Alentejo. De peso leve a médio, sem passagem por madeira e com um frescor marcante que pinica a língua, fica a quilômetros de distância do que é tradicional do Alentejo. R$ 139 na Adega Alentejana. 

Vinho Aventura 2013 tinto, feito no Alentejo por Susana Esteban.

Vinho Aventura 2013 tinto, feito no Alentejo por Susana Esteban. Foto: Susana Esteban|Divulgação

 

Procura Branco 2014 (R$ 329)

Quando mudou-se para o Alentejo em 2009, Susana passou dois anos buscando a vinha velha que lhe fizesse realmente feliz. Ao encontrar e elaborar um vinho a partir de suas uvas, teve que chamá-lo de Procura. Hoje, a história de perseverança (teimosia?) é tão famosa que é comum receber mensagens de viticultores que lhe oferecem vinhas antigas até pelo Facebook. Ao vinho: é impressionante o caráter de frescor e o toque cítrico que conserva apesar do estágio de oito meses em barrica (usada). Aqui, o papel do carvalho é basicamente conceder um pouco mais de estrutura. 

O vinho branco Procura 2014, de Susana Esteban.

O vinho branco Procura 2014, de Susana Esteban. Foto: Susana Esteban|Divulgação

 

Crochet (R$ 389)

Feito no Douro em parceria com Sandra Tavares (Wine & Soul) é o mais amplificado dos vinhos autorais de Susana Esteban: é cheio de aroma, volume, sabor. Mas, acredite, é elegante, não pesa e impressiona, com longuíssima duração. 

O vinho Crochet, feito por Susana Esteban no Douro em parceria com Sandra Tavares.

O vinho Crochet, feito por Susana Esteban no Douro em parceria com Sandra Tavares. Foto: Susana Esteban|Divulgação

 

Ficou com água na boca?