Paladar

Bebida

Bebida

Vire um expert em vinhos na quarentena

Importadoras e escolas oferecem aulas online com profissionais da área

25 de março de 2020 | 18:00 por Suzana Barelli, O Estado de S.Paulo

Com a quarentena, é inevitável ir para o mundo digital. Também no vinho. Nesta reclusão doméstica, diversas empresas do setor correram para oferecer aulas online sobre brancos e tintos. A ideia é aproveitar o tempo em casa para aprender mais sobre o tema ou, ao menos, rever conceitos importantes.

A importadora Zahil saiu na frente e disponibilizou gratuitamente o seu curso online de vinhos no último fim de semana. É um curso básico e didático, que antes era comercializado no canal Wine House Club, de relacionamento com o cliente. Nele, o profissional Bernardo Silveira, que foi o primeiro latino-americano a obter o diploma da renomada instituição WSET, explica os conceitos primordiais do vinho.

Nesta reclusão doméstica, diversas empresas do setor correram para oferecer aulas online sobre o universo dos vinhos 

Nesta reclusão doméstica, diversas empresas do setor correram para oferecer aulas online sobre o universo dos vinhos  Foto: Daniel Teixeira/Estadão

Na primeira aula, traz temas como a definição do vinho no Brasil – a bebida que resulta da fermentação do suco de uva –, uvas finas e de mesa, como degustar a bebida e dicas de como ter uma confraria ou montar uma adega. Ao todo, são nove aulas, sempre seguidas de um quiz. A Zahil também promete lives com os seus especialistas no Instagram @zahilvinhos.

O primeiro curso de vinho no Instagram brasileiro deve ser lançado ainda esta semana, em uma parceria com a escola Enocultura e o Umani, especializado em conteúdo sobre a bebida. Chamado de Guia Prático de Vinhos, traz 16 aulas, apresentadas por Paulo Brammer, sócio da Enocultura e recentemente escolhido um dos “The Future 50”, de duas instituições inglesas ligadas ao mundo do vinho, a IWSC e a WSET.

É um curso mais complexo do que o da Zahil, mas ainda de introdução ao vinho e com material para download (fiz o curso na segunda-feira, quando a plataforma ainda estava em testes, e esta parte do material ainda não estava disponível).

Brammer começa com uma uva na mão, explicando a importância da pele, bagos e engaço para o vinho. Segue com informações importantes de como os vinhos são feitos, brancos e tintos; vai para a prática de abrir um vinho e como degustá-lo, como escolher a bebida no restaurante. Gostei do curso (R$ 99; @guiapraticodevinhos). Em alguns pontos, dá para perceber que o programa foi gravado nos últimos dias, por um ou outro detalhe de edição, mas que não prejudicam em nada o aprendizado.

A Enocultura tem outros vídeos para aulas online. Os temas são diversos, como biodinâmicos, Califórnia, castas brancas, entre outros (R$ 90 cada). Fiz o curso de Bordeaux, apresentado por Vinícius Santiago. São 11 módulos, do clima, solo e variedades, margem esquerda e direita e as classificações. Os temas são abordados de maneira bem clara e didática (Santiago morou na região, em um estágio de vinhos) e explicam bem porque Bordeaux é tão importante para o mundo do vinho.

Há opções um pouco mais técnicas. Nesta segunda-feira (23), fiz a primeira parte do curso de formação promovido pela Rioja Wine Academy. Gratuito, ele é pensado para quem quer se tornar um embaixador dos vinhos desta importante região espanhola.

As novidades de aprendizado online não devem parar durante estes tempos de quarentena. A escola The Wine School promete lançar nesta terça-feira uma série de transmissões ao vivo, acessíveis no perfil @thewineschoolbrasil. Serão conversas com profissionais do vinho, sempre mediadas por professores da escola.

A importadora Portus também está promovendo “lives” com especialistas, como Diego Arrebola.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?