Paladar

Bebida

Bebida

Só de birra

Heloisa Lupinacci

Zwanze Day, festa da mítica cervejaria Cantillon, chega a SP

Dia criado para celebrar o estilo lambic, de fermentação espontânea, o Zwanze Day da belga Cantillon vai levar ao Empório Alto dos Pinheiros 5 rótulos no dia 29/9

19 setembro 2018 | 19:36 por Heloisa Lupinacci

Dia 29, último sábado de setembro, o Empório Alto dos Pinheiros recebe o Zwanze Day, um dia criado pela mítica cervejaria belga Cantillon para celebrar o estilo lambic – cervejas de fermentação espontânea produzidas na região de Bruxelas, à margem do rio Zenne. 

Desde 2008, Jean van de Roy cria uma cerveja diferente por ano para esse dia. E desde 2011 esse dia virou um evento mundial: bares ao redor do globo recebem apenas um barril da edição da Zwanze do ano. Pela primeira vez, o Brasil entrou no circuito (são 70 bares espalhados por 22 países). O barril de 30 litros de Zwanze 2018 veio de avião, com outros quatro rótulos da marca. Todos estarão plugados no Zwanze Day. 

 

  Foto: Reprodução

A festa é cara. O “ingresso” custa R$ 190. Na verdade, não é um ingresso, mas sim um tíquete para ter direito a um copo da Zwanze (inclui o copo comemorativo do ano e o pôster acima em tamanho A4). A cerveja começa a ser vendida às 11h e vai até 17h – quem comprar o ingresso tem seu copo garantido (não corre o risco de acabar antes de você chegar).

As outras quatro Cantillon engatadas no dia vão custar em torno de R$ 60 (150 ml, preço ainda não confirmado) e são: gueuze, kriek, Rose de Gambrinus e Grand Cru Bruocsella (alô, fãs de vinho, essa é para vocês, ela é uma vintage lambic, com quase nenhuma carbonatação e um desfile de notas aromáticas). 

+ Visite a cervejaria Cantillon, em Bruxelas, e conheça cerveja à moda antiga

+ Lambic: a cerveja que é conto de amor fugaz

+ Toda acidez será festejada

É caro. Vale a pena? Depende. Para fãs de lambic, da Cantillon, das cervejas ácidas, vale cada real (eu pagaria R$ 190 só pelo pôster!). É uma raridade, uma ocasião especial, uma festa. Minha sugestão de estratégia é trabalhar em equipe. Achar uma dupla: um compra o tíquete da Zwanze e outro compra os outros quatro rótulos da Cantillon. Aí é só sentar e ficar provando, fotografando, postando e curtindo.

Não ama lambic, não pira em Cantillon, prefere as americanas às belgas? Então melhor comprar outras cervejas – aproveite a desculpa para investir naquelas que você nunca comprou por achar caras demais. Afinal, você acabou de "economizar" ao decidir que o Zwanze Day não é para você. 

Outras torneiras

Além das belgas, outras 11 torneiras terão cervejas lambic ou inspiradas no estilo: as brasileiras Dogma Tart Blond, Cozalinda Praia do Meio IPE e Cozalinda Praia do Meio Jequitiba, e as belgas Framboise Boon, Lambiek Boon, Oud Kriek Boon, Hof Ten Dormal Zure Sour, Oud Beersel Vieux Lambiek, Oud Bersalis Sourblend, Verzet Kamaredski Balsâmico e Verzet Oud Bruin.

Mas como é a Zwanze, afinal?

É uma lambic, a cerveja de fermentação espontânea tradicional da região de Bruxelas, que passou por estágio em madeira por dois anos. Ao final desses dois anos, lambics de diferentes barris foram blendadas, dando origem a uma gueuze (gueuze é um blend de lambics).

Agora, o que importa aqui são os barris. Durante a expansão da Cantillon, que aconteceu entre 2014 e 2015, eles compraram muitos barris da Itália. Grande parte deles tinha guardado, antes, vinhos de Sangiovese, Amarone e Chianti. A Zwanze é o resultado do blend de cervejas que maturaram nesses três tipos de barril.

A que ficou nos de Amarone, saiu delicada. A que passou pelo Chianti, saiu vínica, seca, pungente. E a que passou pelo Sangiovese saiu “com soberbas notas de fruta”, descreveu Roy no comunicado em que anunciou o exemplar deste ano. “É uma cerveja com gole longo, e seu caráter vínico não só é evidente como é sublinhado pelo toque de notas amadeiradas”. 

SERVIÇO

Cantillon Zwanze Day

Dia 29/9, 11h/1h (a Zwanze será servida só até 17h)

R. Vupabuçu, 305, Pinheiros

Ingressos em www.eventbrite.com.br

 

Ficou com água na boca?