Paladar

Comida

Comida

As leves sobremesas de Vivi Wakuda

A confeiteira Vivianne Wakuda foi ao Japão e voltou com ingredientes na mala que usa em receitas clássicas da confeitaria e apresenta o melhor do yogashi na cidade

01 junho 2016 | 18:52 por Renata Mesquita

Vivianne Wakuda, de 28 anos, está dando conta de boa parte do recado de disseminar os doces japoneses pela cidade para além da comunidade. A filha de imigrantes japoneses, formada em gastronomia pelo Senac em Campos do Jordão, anda de mãos cheias.

Delicadeza. Vivi finaliza sobremesa do menu degustação do Aizomê. Luna de matchá com doce de azuki e frutas

Delicadeza. Vivi finaliza sobremesa do menu degustação do Aizomê. Luna de matchá com doce de azuki e frutas Foto: Alex Silva|Estadão

Desde o ano passado é a responsável pelas elaboradas sobremesas do menu-degustação do Aizomê, que mudam toda semana, e do menu fixo da casa. Além de atender os exigentes clientes de Telma Shiraishi, Vivi também fornece as sobremesas que são servidas no Hirá Lamen Izakaya, no recém-aberto JoJo Ramen e as que ficam na vitrine d’A Loja do Chá.

+ Veja receita de soufflée cheesecake da Vivi Wakuda 

Mas não bastou ter os olhos puxados – foram necessários oito meses estudando no Japão para aprender as técnicas da confeitaria japonesa. Por meio de uma bolsa de estudos oferecida pelo governo do Japão, Vivi foi para a província de Fukui estagiar na maior confeitaria da cidade, chamada Osoumenya, fundada em 1688. 

Croux cream com amêndoas que Vivi fornece para o Jojo Ramen e Hirá. Sucesso entre clientes, muito leve e com pouco açúcar

Croux cream com amêndoas que Vivi fornece para o Jojo Ramen e Hirá. Sucesso entre clientes, muito leve e com pouco açúcar Foto: Alex Silva|Estadão

Soufflée cheesecake da Vivi. Menos açúcar e textura mais leve que a versão tradicional

Soufflée cheesecake da Vivi. Menos açúcar e textura mais leve que a versão tradicional Foto: Alex Silva|Estadão

De volta ao Brasil, trabalhou na Douce France, do francês Fabrice Lenud, antes de apostar em choux creams (massa choux da bomba com recheio de creme legère), hit no Japão. Aqui eles são encontrados nos cardápios do Hirá e do JoJo. E nos bolos chiffon macios, soufflée cheesecake e mil crepes de matchá, que combinam técnica francesa e precisão nipônica.

Embarcou na onda yogashi quando passou pela Sweet Deli, em 2014, onde ganhou o prêmio de melhor confeiteira da cidade pela Veja SP. Além de atender os restaurantes, Vivi também faz doces por encomenda.

Vivi anda de mãos cheias, fornece seus doces para diferentes restaurantes de comida japonesa na cidade

Vivi anda de mãos cheias, fornece seus doces para diferentes restaurantes de comida japonesa na cidade Foto: Alex Silva|Estadão

SERVIÇO

AIZOMÊ

Alameda Fernão Cardim, 39, Jardim Paulista

Tel.: 3251-5157

HIRÁ IZAKAYA

Rua Fradique Coutinho, 1240, Pinheiros

Tel.: 3032-3035

JOJO RAMEN 

Rua Dr. Rafael de Barros, 262, Paraíso

Tel.: 3262-1654

Ficou com água na boca?