Paladar

Comida

Comida

Assim nasceram os talheres

Por Cíntia Estadão

13 março 2013 | 23:06 por redacaopaladar

Embora artefatos semelhantes a uma colher fossem conhecidos desde a Pré-História, os talheres de uso pessoal são relativamente novos. Até a Idade Média, comia-se com as mãos. O garfo, segundo o historiador italiano Massimo Montanari, só começou a ser usado nos últimos anos do período medieval, primeiramente, e sobretudo, na Itália, quando a cultura do macarrão se tornou mais popular.

FOTO: Felipe Rau/Estadão

Leia mais:

+ Cheio de dedos

“O garfo aparece como forma de extremo (e longamente contestado) refinamento dos costumes ou como necessidade no caso de pratos como a massa, fervente e escorregadia, difícil de ser controlada com as mãos”, escreveu em Comida como Cultura.

Na Idade Média, o cozimento privilegiava a textura dos pratos que seriam ingeridos sem intermediários, ou seja, com os dedos. “Entrecruzando técnicas diversas, obtinham-se sabores particulares e consistências peculiares. Tanto na Antiguidade como no período medieval se dava muita atenção à textura dos pratos, que eram comidos com as mãos”, escreveu Montanari.

No Brasil, o talher desembarcou na bagagem dos portugueses no século 17. A prataria, no entanto, ficava guardada, não era colocada em uso. Os portugueses usavam os dedos – polegar, indicador e dedo médio – como talheres, da mesma forma como os árabes, apontou Câmara Cascudo em História da Alimentação no Brasil. Muitos modos à mesa remontam à época pré-talher, entre eles a obrigação de chegar às refeições sempre com as mãos limpas.

>> Veja todas as notícias da edição do Paladar de 17/3/2013

Ficou com água na boca?