Paladar

Comida

Comida

Anthony Bourdain solta a língua

Em novo livro, chef americano está de volta ao ataque

04 junho 2010 | 17:01 por Redação Paladar

Medium Raw (Ao Ponto, na edição brasileira), o novo livro de Anthony Bourdain que será lançado terça-feira nos Estados Unidos, já está causando um alvoroço danado. As péssimas críticas recaem, principalmente, sobre os impropérios ditos por ele.

Bourdain admite que, por “não ter um negócio ou reputação a zelar”, acabou se soltando para apontar todos os “elefantes brancos” na sala de estar de seus ex-colegas de profissão.

Em um dos capítulos do livro, Bourdain lista seus heróis e vilões – gente que admira e outros tantos que despreza. O superchef Wolfgang Puck, por exemplo, foi para a lista dos vilões por ter banido foie gras do cardápio num momento em que, o autor acredita, ele deveria ter lutado contra a proibição do ingrediente na Califórnia.

No meio do tiroteio, sobrou até para Alan Rickman, crítico de gastronomia da revista GQ. O autor não perdoa a crítica, segundo ele, grotesca, que Rickman fez de seu livro Anthony Bourdain e as Receitas do Les Halles (2006).

Ficou com água na boca?