Paladar

Comida

Comida

Cacau, um amor universal

Por Amanda Nogueira Diego Badaró, Stéphane Bonnat, Sébastien Bouillet e Philippe Bernachon falam sobre a paixão por chocolate (Foto: Amanda Nogueira)

01 julho 2012 | 21:23 por redacaopaladar

Quem não gosta de chocolate bom sujeito não é. Ou ainda não conhece as maravilhas do cacau. Diego Badaró, produtor dos chocolates orgânicos AMMA, reuniu um trio de peso no quesito – convidados do Salão do Chocolate – para falar em sua aula na 6ª edição do Paladar – Cozinha do Brasil. Os três são franceses e produzem chocolates de alta qualidade usando cacau brasileiro de fazendas da Bahia.

“Às vezes a França é melhor que o Brasil no futebol, mas, no cacau, não”, brinca Stéphane Bonnat, da Bonnat Chocolatier, tradicional casa que existe desde 1884. Entendedor do assunto como poucos, deu uma dica que vale ouro. “Quando você come e respira pela boca ao mesmo tempo, sente todos os aromas e sabores na sequência dos pontos do paladar. Se num segundo pedaço fechar a boca, perceberá tudo na ordem inversa e encontrará perfumes que não sentiu na primeira vez. É como se fossem dois chocolates diferentes”, explica.

Chocolates para degustação (Foto: Amanda Nogueira)

Sébastien Bouillet, da pâtisserie Bouillet, encontrou maneiras divertidas de produzir o doce, assim como o batom comestível de chocolate e o chocolate efervescente, produzido com um tipo de açúcar aditivado, que lembra os pirulitos que pipocam na boca. Ainda aproveitou a oportunidade para servir uma mousse bem aerada, concentrada e com pouco açúcar. “Estamos sempre tentando fazer coisas diferentes, mas é claro que não desprezamos a tradição”, resume o conceito de sua rede.

Já na Maison Bernachon, Philippe Bernachon deixa claro que não tem essa história de batom, só a tradição familiar que vem desde 1953. A paixão é tão grande que o chocolateiro conseguiu arrancar suspiros ao falar da profissão: “não sinto que estou trabalhando, parece que estou namorando”. Alguém ainda duvida de que chocolate e amor andam de mãos dadas?

Ficou com água na boca?