Paladar

Comida

Comida

Chefs renomados participam de marmitaço para o enfrentamento da fome no País

Parte da campanha “Gente é pra brilhar, não pra morrer de fome”, refeições serão distribuídas para pessoas em situação de vulnerabilidade

14 de outubro de 2020 | 16:12 por Danielle Nagase, O Estado de S.Paulo

Neste fim de semana - fechando a Semana Mundial da Alimentação Saudável -, chefs como Helena Rizzo (Maní), Paola Carosella (Arturito), Bel Coelho, Bela Gil e Rodrigo Oliveira (Mocotó) participam de marmitaço para o enfrentamento da fome no País. A ação, programada para os dias 17 e 18 de outubro em diversas cidades, faz parte da campanha “Gente é pra brilhar, não pra morrer de fome”, coordenada pelo coletivo Banquetaço, em aliança com ativistas, grupos da sociedade civil e organizações do terceiro setor, como Slow Food e Gastromotiva.

Parte dos cozinheiros, ativistas e organizadores do marmitaço pela erradicação da fome no País.

Parte dos cozinheiros, ativistas e organizadores do marmitaço pela erradicação da fome no País. Foto: Fellipe Abreu

A ideia da campanha, que pretende ser permanente, é voltar holofotes para o aumento da fome, e do grau de insegurança alimentar no País, e para o desmonte de políticas públicas de promoção da soberania alimentar.

Para a realização do marmitaço, a organização reuniu grupos da sociedade civil que já estavam cozinhando ou distribuindo alimentos para pessoas em situação de vulnerabilidade durante a pandemia. O Serviço Franciscano de Solidariedade, que atua no largo do São Francisco, por exemplo, recebe a chef Bel Coelho, no dia 17, que vai preparar baião de dois junto das cozinheiras Simone Gomes, do Banquetaço, e Luciana Pascarelli, do Sefras.

Na Agência Solano Trindade, no Capão Redondo, os fogões ficam sob a batuta de Helena Rizzo, Thiago Vinícius e sua mãe, a cozinheira Dona Nice. O prato do dia será galinhada com pequi do Xingu, fornecido pelo Instituto Socioambiental, mandioca frita da RAMA e doce de abóbora cremoso para a sobremesa.

Marmita que será distribuída na Ocupação Nove de Julho, no domingo, dia 18.

Marmita que será distribuída na Ocupação Nove de Julho, no domingo, dia 18. Foto: Fellipe Abreu

 Já no dia 18, Rodrigo Oliveira cozinha com Paola Carosella e Edson Leite, chef do Gastronomia Periférica, na ocupação Jardim Julieta, na zona norte da cidade. Além do baião de dois, feito à moda do restaurante Mocotó, o cardápio especial inclui pudim de doce de leite. Na ocasião, 3.300 pessoas, entre adultos e crianças que moram na ocupação, receberão as marmitas.    

Além do marmitaço, a campanha promove conferências virtuais até o dia 16 para discutir temas ligados à alimentação, como agroecologia, Pancs (Plantas Alimentícias Não Convencionais), cultura e soberania alimentar, entre outros. Mais informações no site genteprabrilhar.org

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?